Nordestão

Sampaio Corrêa vence Bahia na primeira batalha pelo título da Copa do Nordeste

A Bolívia Querida marcou antes do segundo minuto do duelo contra o Esquadrão de Aço.
Imirante Esporte, com informações do Sampaio Corrêa04/07/2018 às 23h58
Mandante da partida desta quarta, o Sampaio Corrêa entrou em campo com o orgulho de chegar pela primeira vez à final do Nordestão. Foto: De Jesus / O Estado.

SÃO LUÍS - Após 60 jogos realizados desde a primeira fase, iniciada em janeiro, a competição regional chegou ao seu ponto máximo com o duelo entre Sampaio Corrêa e Bahia brigando pela taça da Copa do Nordeste 2018. A partida foi realizada nesta quarta-feira (4), no Estádio Castelão, em São Luís. O gol da vitória, por 1 a 0, foi marcado pelo atacante do Sampaio, Uilliam, antes do segundo minuto do confronto.

Mandante da partida desta quarta, o Sampaio Corrêa entrou em campo com o orgulho de chegar pela primeira vez à final do Nordestão. Essa é a terceira participação da Bolívia Querida, que não tinha passado da primeira fase até então. Um dos trunfos da equipe comandada por Roberto Fonseca para a decisão é o fator casa.

O Tricolor Maranhense está invicto no Castelão, com cinco vitórias e um empate nos seis jogos disputados em seus domínios até agora na competição. E, no total da campanha, o Sampaio soma cinco vitórias, cinco empates e apenas uma derrota fora de casa. Além disso, chega com 12 gols marcados e apenas 4 sofridos.

Já o Bahia chega chegou ao duelo desta quarta-feira (4) tendo participado de todas as edições da Copa do Nordeste e buscando o bicampeonato. Para chegar até a final, o Esquadrão de Aço somou seis vitórias, dois empates e duas derrotas, tendo balançado as redes 14 vezes e sofrido seis gols.

O próximo encontro entre Sampaio Corrêa e Bahia está marcado para o próximo sábado (7), às 17h45, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O jogo

Em uma decisão de campeonato, é sugestivo que se entre extremamente ligado no jogo, e o Sampaio mostrou logo de cara as suas intenções. João Paulo cobrou o escanteio e Uillian subiu no meio da defesa do Bahia para abrir o placar. Explosão no Castelão.

Sentindo o golpe inicial, o adversário baiano tentava juntar os cacos e se articular em campo, sem conseguir penetrar na defesa boliviana, bem postada, afastando todas as tentativas de ataque.

Mas se trata de um oponente perigoso, e não é recomendável nem piscar os olhos. Em uma jogada perigosa, quase chega ao empate, mas Andrey salvou de forma espetacular. A bola ainda ficou viva dentro da área, até a retaguarda do Tricolor maranhense afastar.

O confronto seguiu pegado, disputado, mas sem nenhuma outra modificação no marcador. O Sampaio foi para o vestiário em vantagem.

Os 45 minutos finais foram disputados em um ritmo igualmente intenso ao primeiro tempo, com o Bahia adiantando as suas linhas para tentar igualar o placar. A equipe boliviana seguia bloqueando as ofensivas com eficiência.

O contra-ataque começou a aparecer, e Diego Silva encontrou Uilliam entrando em diagonal, o toque sútil tirou o goleiro, mas a bola saiu beliscando a trave. Foi por pouco.

O Bahia tentou o ataque aéreo. Cobrança de falta na lateral da área, e Andrey se agigantou para salvar mais uma vez.

Os minutos finais foram de adrenalina estourada. O Bahia se lançou todo ao campo ofensivo, e tentou do jeito que pôde. A torcida Tricolor prendeu a respiração até o apito final. Agora a batalha final é na Fonte Nova.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.