Rally dos Sertões

Marcelo Medeiros promete brigar pelo tri no Rally dos Sertões

Piloto maranhense competirá na categoria Quadriciclos.
Imirante.com, com informações da assessoria30/08/2016 às 11h57

SÃO LUÍS - O Maranhão estará muito bem representado no Rally dos Sertões 2016, pelo menos na categoria Quadriciclos, a mais disputada da prova e que tem o maranhense Marcelo Medeiros brigando pelo tricampeonato. A competição, uma das maiores do planeta e a maior competição off-road do Brasil, contará com pilotos e navegadores de todas as regiões do Brasil, além de competidores estrangeiros. A prova terá largada em Goiânia (GO), dia 3 de setembro, e chegada em Palmas (TO), em 10 de setembro, com 3.212 quilômetros de percurso.

O maranhense Marcelo Medeiros é considerado um dos favoritos desta edição, após ter feito uma brilhante estreia em janeiro deste ano, no maior e mais perigoso rally do mundo: o Rally Dakar. Medeiros estava entre os líderes quando sofreu um acidente grave e teve que abandonar a prova, mas fez história mesmo assim. Ele foi o brasileiro melhor colocado até então na história do Dakar. E agora mais experiente e totalmente recuperado da fratura na clavícula, promete ir com sede de vitória aos Sertões.

"Fiz muitas sessões de fisioterapia para fortalecer a musculatura e treinei muito nesses últimos meses para bem representar o Maranhão nos Sertões 2016. Sonho com o tricampeonato, como uma demonstração de que o Maranhão é capaz de produzir bons pilotos quando temos o patrocínio e o apoio para isso, como no meu caso. Vou com a minha equipe completa, todos unidos e muito focados em buscar essa vitória", disse o piloto.

Medeiros já foi campeão do Sertões em 2012, vice-campeão em 2013 e bicampeão em 2015. Seu desempenho na prova vem crescendo a cada ano e, para esta edição, a maior dificuldade será os novos trajetos arenosos no deserto do Jalapão, onde ocorrerão as etapas de maratona, nas quais o piloto enfrentará trecos longos e sem poder contar com a ajuda externa de mecânico ou da equipe.

"O Rally dos Sertões é sempre desafiador a cada edição. É uma prova longa, de sete dias seguidos. Não tem moleza não. Ano passado, o trajeto passou pelo Sul e enfrentamos as baixas temperaturas. Neste ano, teremos o deserto do Jalapão (TO) e seus terrenos arenosos que exigem ainda mais do piloto. Mas pretendo manter a calma e saber a hora certa de acelerar e a hora de apenas manter o quadriciclo rodando sem problemas, sem arriscar demais. Ter estratégia é mais importante que ter apenas velocidade", ensina Medeiros, ainda mais experiente após sua passagem pelo Rally Dakar.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.