futebol americano

SL Sharks quer popularizar o futebol americano no MA

Equipe da modalidade surgiu há pouco mais de um ano, inspirada na Liga de Futebol Americano.
Fernando Oliveira/Imirante Esporte 22/03/2013 às 19h03
Equipe do São Luís Sharks é a única do Estado que desenvolve a prática do futebol americano.(Foto:Divulgação)

SÃO LUÍS – Quem acha que o futebol americano só é jogado nos Estados Unidos, engana-se. Além de outros países como o Japão, que já foi campeão mundial da modalidade, o Brasil já consegue mostrar uma mobilização significativa para divulgar a prática do esporte mais popular entre os americanos.

O Brasil já possui dois campeonatos nacionais da modalidade e conta com mais de 100 equipes treinando em todo o país. Em um desses campeonatos, promovido pela Confederação Brasileira de Futebol Americano, 34 equipes de 25 cidades e 15 Estados participaram da edição de 2012.

E São Luís, também, não poderia ficar de fora. Inspirados na NFL, a conhecida liga de futebol americano, O São Luís Sharks, única equipe do esporte no Estado, desenvolve, há pouco mais de um ano, um trabalho de popularização do futebol americano.

Em entrevista ao Imirante Esporte, os jogadores Brayner Rosa, um dos fundadores do time, e Diego Stan falaram sobre a ideia de desenvolver a prática dessa modalidade na capital maranhense e como o time vem atraindo jovens interessados em conhecer mais sobre o esporte.

Brayner Rosa e Diego Stan, jogadores do São Luís Sharks, falam sobre o surgimento da equipe e o desenvolvimento do futebol americano em SL.(Foto:Paulo de Tarso Jr./Imirante Esporte)

Diego Stan disse que o começo do time foi bem modesto, como uma diversão. "tudo começou com um grupo de 5 amigos jogando na praia. A princípio, era só diversão. Como a agente treinava na praia, muita gente olhava, mas não levava muito a sério", revelou. "Depois, um foi chamando o outro e, então, a ideia de montar uma equipe de futebol americano em São Luís foi amadurecendo", acrescentou.

Desde então, a equipe passou a treinar em campo aberto. Isso, segundo Diego, trouxe mais visibilidade ao time. "Muita gente passou a ver os nossos treinos e o fato de estarmos treinando em um campo ajudou as pessoas a verem nosso trabalho com mais seriedade", afirmou.

Um grupo de amigos jogando futebol americano na praia foi o início do que depois seria o São Luís Sharks. (Foto:Divulgação)

Divulgação e popularização do esporte

O futebol americano nos Estados Unidos abrange não apenas a prática esportiva, mas, também, o aspecto cultural. "Os americanos tem uma cultura bem desenvolvida em relação a esse esporte. Você vê muitas famílias indo ao estádio, desfrutando tudo com muita tranquilidade, ao contrário do Brasil, em que o futebol, nos estádios, vem tirando a família do espetáculo", comentou Brayner Rosa, um dos fundadores do time.

Segundo ele, a ideia é fazer do futebol americano, na capital maranhense, uma extensão do comportamento que o esporte proporciona nos Estados Unidos. "queremos trazer o mesmo espírito que existe lá para o Maranhão", enfatizou.

Brayner Rosa destacou que uma das grandes diferenças do futebol americano nos EUA para o futebol brasileiro é a presença da família nos estádios.(Foto:Paulo de Tarso Jr./Imirante Esporte)

Brayner disse que o Sharks contou com o intercâmbio de alguns atletas mais experientes de outros Estados e, também, com a presença de americanos no campo de treinamento da equipe. “Eles estiveram aqui no Brasil e alguns deles compareceram em um dos nossos treinos. Falaram sobre a visão do esporte por lá, deram algumas dicas sobre treinamento, sobre o lado social do esporte, além do respeito com os jogadores oponentes”, revelou.

Além disso, o Sharks tem uma colaboração importante de um atleta do Panamá, que reside em São Luís. O panamenho teve um contato maior com a prática em seu país e, pela experiência, ajuda o time nos treinamentos. “Ele funciona como um headcoach, que é uma espécie de treinador principal”, ressaltou Brayner.

Para um esporte ainda pouco popular, ganhar novos adeptos, ainda, é um grande desafio. “A gente mantém o projeto do futebol americano aqui pela motivação de jogar e por amor ao esporte. Apesar da ideia de violência que algumas pessoas têm sobre o esporte, existem os equipamentos que protegem o jogador”, destacou Diego Stan.

Outro fator que dificulta um crescimento maior do futebol americano por aqui é o custo. “O custo de um equipamento é alto. Não temos empresas especializadas, no Brasil, na fabricação de equipagem. Temos, muitas vezes, que pedir fora do país”, relatou Diego.

Diego Stan ressaltou que a vontade de ver o esporte crescer é uma das principais motivações dos jogadores do time. (Foto:Paulo de Tarso Jr./Imirante Esporte)

Projetos do São Luís Sharks

Apesar do pouco tempo de existência, o São Luís Sharks tem um projeto de crescimento ousado. Entre os objetivos principais, está o de se inscrever, daqui a dois anos, no campeonato brasileiro de futebol americano. “Queremos participar do brasileiro em 2015. Esperamos que, com a divulgação do esporte, possamos alcançar patrocínio para melhorar a qualidade do nosso trabalho. Precisamos melhorar nossa base de jogo em 2013 e 2014 para chegarmos ao brasileiro em 2015”, enfatizou Brayner Rosa.

Enquanto isso não acontece, o grupo pretende investir em treinamentos táticos e físicos, além da troca de experiências com outros times. O São Luís Sharks, também, já recebeu alguns convites para participar de alguns torneios, entre eles, um torneio que envolve 6 times do Amazonas e do Pará.

Os jogadores do São Luís Sharks ressaltaram que o time é bastante democrático. “Pessoas com portes físicos diferentes podem jogar no nosso time. Você pode ter pessoas com pesos diferentes jogando lado a lado”, revelou Diego Stan.

Pelo menos 30 atletas treinam toda a semana no São Luís Sharks, único time de futebol americano do Estado.(Foto:Divulgação)

Serviço

Treinos São Luís Sharks

Onde: Campo do Leozão – Cohatrac IV (Treinos fixos)

Quando: Aos sábados, a partir das 15h

Contatos: Brayner Rosa - 8706 6780/ Orlando Frade - 8143-6263

Para ler mais notícias do Imirante Esporte, clique em imirante.com/esporte. Também siga o Imirante no Twitter e curta nossa página no Facebook

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.