No século XX

Globo Esporte conta passagens marcantes de clubes cariocas

Além de Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo, série lembra o Mangueira, extinto em 1927.
Imirante Esporte, com informações da CGCOM 03/01/2012 às 12h11

A série "História do Futebol Carioca", do Globo Esporte, vai contar, entre esta terça-feira (3) e sábado (7), histórias marcantes dos clubes do Rio na primeira metade do século XX. Cada um dos cinco episódios da série vai relembrar momentos históricos e curiosos de Flamengo, Vasco, Fluminense e Botafogo, além de lembrar que Mangueira, também, já foi nome de time de futebol. Como não há registros em imagens dessa época - já que a televisão ainda não havia chegado ao Brasil -, o programa contou com a ajuda de atores e desenvolveu um roteiro para dramatizar cada um dos episódios que, apesar de serem ficção, são baseados em histórias reais. A série foi toda gravada em alta definição (HDTV).

O episódio sobre o Vasco da Gama, que abre a série na terça-feira, lembrará o primeiro título carioca do cruzmaltino, em 1923, na primeira participação do clube na elite do futebol carioca. Lembrará também o apoio financeiro que os comerciantes portugueses deram ao time, além do forte racismo que existia na época. O Vasco foi o primeiro time a ser campeão com negros no time.

O primeiro Fla-Flu, que em 2012 completa 100 anos, será lembrado em outro episódio da série. Em 1911, o Fluminense era o melhor time do Rio e tinha sido campeão invicto. Entretanto, problemas internos do clube provocaram a saída de nove titulares do time que juntos fundaram o futebol do Flamengo. No início do Campeonato Carioca de 1912, os dois times se enfrentaram pela primeira vez e o Fluminense, mesmo com um time relativamente inferior, derrotou o time rubro-negro.

Ídolo do Flamengo de 1937 a 1943, o jogador argentino Valido será tema do episódio sobre o time rubro-negro. Mesmo estando aposentado há um ano, ele foi convidado pelo técnico Flávio Costa para participar dos dois últimos jogos do campeonato de 1944. Moral da história? Ele foi o autor do gol do título, contra o Vasco, aos 41 minutos do segundo tempo, e sagrou-se herói do tricampeonato carioca do clube de 1942, 1943 e 1944.

O episódio do Botafogo contará quem foi Carlito Rocha, um dos maiores presidentes da história do clube, até hoje lembrado pelas suas superstições. Além de amarrar as cortinas para "dar um nó" nas pernas dos adversários e de dar mel aos seus jogadores antes das partidas, Carlito adotou como amuleto de sorte um cachorro preto e branco que invadiu o campo em um jogo do Botafogo. Batizado de Biriba, o cão foi tratado como nome importante no clube em 1948, quando o alvinegro foi campeão carioca depois de 13 anos.

No sábado, o último episódio da série contará a história do Sport Club Mangueira, o rubro-negro da Tijuca, que existiu de 1906 a 1927, participou de oito campeonatos cariocas e protagonizou um dos maiores vexames do futebol brasileiro. Das 118 partidas que disputou, o time acumulou 96 derrotas, sendo duas delas marcantes: um 24x0 para o Botafogo, em 1909, que é até hoje a maior goleada da história do futebol brasileiro, e um 16x2 para o Flamengo, que é a maior vitória da história do rubro-negro da Gávea. O clube ganhou este nome ao ser fundado por operários da fábrica "Chapéus Mangueira" e, como a maioria de seus funcionários morava no morro, ele também passou a se chamar Mangueira.

O Globo Esporte começa logo após o JMTV 1ª edição.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.