Corte Suprema da Argentina confirma condenação de Maradona por agressão a jornalistas

04/10/2002 às 14h35

BUENOS AIRES -- A Corte Suprema de Justiça da Argentina confirmou, nesta quinta-feira, a condenação a dois anos de prisão com direito a sursis do ex-jogador de futebol Diego Armando Maradona por agressão a um grupo de jornalistas, em 1994.

O ex-capitão da seleção argentina, que atirou com uma espingarda contra jornalistas que faziam plantão na frente de sua residência, já havia sido condenado em instâncias judiciais inferiores, mas seus advogados recorreram e levaram o caso para a Corte Suprema.

Porém, a estratégia não surtiu o efeito desejado e a condenação foi mantida, segundo informaram fontes da Corte Suprema, citadas pela imprensa argentina.

Agora, caso Maradona se torne reincidente, poderá ser obrigado a cumprir pena atrás das grades.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

Selo IVC
© 2019 - Todos os direitos reservados.