Insultos

Premiê britânico repudia ofensas racistas "vergonhosas" na Hungria

Johnson pede ação firme da Fifa contra insultos a jogadores negros.
Agência Brasil 03/09/2021 às 18h05
Premiê britânico repudia ofensas racistas "vergonhosas" na HungriaOs canais ITV e Sky Sports disseram que seus repórteres ouviram imitações de macaco dirigidas ao atacante Raheem Sterling e ao reserva Jude Bellingham. (Foto: Reprodução/Twitter)

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, pediu nesta sexta-feira (3) que a Fifa reaja ao que descreveu como ofensas racistas "vergonhosas" de torcedores da Hungria contra jogadores da Inglaterra durante um jogo das eliminatórias da Copa do Mundo.

"É completamente inaceitável que jogadores da Inglaterra tenham sofrido ofensas racistas na Hungria na noite passada", tuitou ele.

Johnson pediu à entidade reguladora do futebol mundial que adote uma "ação firme contra os responsáveis para fazer com que este tipo de comportamento vergonhoso seja erradicado de vez do esporte".

Emissoras britânicas noticiaram que jogadores ingleses negros foram alvo de ofensas racistas de torcedores húngaros durante a partida em Budapeste, que a Inglaterra venceu por 4 a 0.

Os canais ITV e Sky Sports disseram que seus repórteres ouviram imitações de macaco dirigidas ao atacante Raheem Sterling e ao reserva Jude Bellingham.

Durante o jogo, torcedores húngaros lançaram copos de plástico nos jogadores ingleses, e um sinalizador também caiu no campo. A Federação Húngara de Futebol (MLSZ) disse que qualquer torcedor identificado será processado, mas não abordou as alegações de racismo.

"Precisamos identificar os encrenqueiros e puni-los rigidamente", disse a MLSZ em um comunicado publicado em seu site.

O técnico inglês, Gareth Southgate, e vários dos jogadores disseram não ter ouvido as ofensas relatadas.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.