Futebol

Em jogo eletrizante, Barça marca no último lance e bate o Valencia

O time da Catalunha chegou a 19 pontos e o Valencia permanece com seus 9 pontos.
Gazeta Esportiva22/10/2016 às 13h47

SÃO PAULO - Um duelo intenso, movimentado e de emoções fortes foi realizado no Mestalla neste sábado, quando o Valencia recebeu o Barcelona pela 9ª rodada do Campeonato Espanhol. Os culés acabaram com o triunfo, por 3 a 2, após duas viradas, diversos lances de perigo e gol da vitória marcado na jogada final da partida, de pênalti. Messi, duas vezes, e Suárez foram os autores dos gols blaugranas, enquanto Munir e Rodrigo foram as redes para os anfitriões.

O time da Catalunha chegou a 19 pontos e torce por tropeços de Atlético de Madrid e Sevilla (que se enfrentam) e Real Madrid para manter a liderança da competição. O Valencia permanece com seus 9 pontos, em 15º.

O Barcelona sofreu duro golpe logo no início da partida. Já sofrendo com os desfalques de Jordi Alba e Piqué, que sentiram lesão durante o meio da semana em jogo pela Liga dos Campeões, contra o Manchester City, os culés perderam neste sábado o veterano Iniesta, que aos 13 minutos pediu para sair, chorando de dor. A suspeita é de lesão no ligamento do joelho.

Apesar da baixa, os blaugranas trataram logo de mostrar sua força e saíram na frente com Messi, chutando forte da entrada da área após sobra de bola. O Valencia ainda reclamou do lance, pois Suárez, impedido, pulou para deixar a finalização passar e teria participado da jogada.

O restante da primeira etapa foi marcado por defesas cruciais de ambos os goleiros para impedir outras movimentações no placar. Diego Alves, principalmente, realizou duas intervenções difíceis após remates de Suárez. Ter Stegen parou Parejo, e no minuto final, Neymar arrancou suspiros ao tentar de bicicleta.

O panorama mudaria no segundo tempo, quando o Valencia trouxe a campo o jovem Munir, atacante emprestado do Barcelona, e que viria a empatar o jogo marcando contra a equipe dona de seu passe, com chute forte de média distância após cruzamento de Parejo. Por respeito aos culés, o atleta sequer comemorou o tento.

Pouco tempo depois, veio a virada relâmpago do Valencia, que iniciava mais agressivo na etapa final, assustando o Barcelona. Nani acertou lindo passe para Rodrigo dentro da àrea, que de primeira emendou cruzado e anotou o segundo.

Buscando reação imediata o Barça partiu para cima, e não demorou para que o gol da igualdade viesse. Rakitic subiu bem em cobrança de escanteio e Diego Alves operou verdadeiro milagre para defender, mas Luis Suárez estava bem posicionado no rebote e encheu o pé, sem chances para o arqueiro brasileiro.

O duelo ficou nervoso e emocionante nos minutos que se seguiram, com as duas equipes sentindo que poderiam chegar ao terceiro gol, e graças ao jogo aberto, ambos os setores de ataque executavam jogadas que ameaçavam com muito perigo. No último lance de partida, Abdennour derrubou Suárez dentro da área e o árbitro assinalou pênalti.

Na cobrança, dois gigantes: Messi frente a frente com Diego Alves, goleiro que mais defendeu penalidades na história do Espanhol. Melhor para o argentino, que bateu no canto esquerdo e converteu, apesar do brasileiro ter acertado o canto. Na comemoração do gol que selou a vitória emocionante, atletas do Barcelona ainda foram atingidos por objeto lançado da torcida do Valencia dentro do gramado, fator que gerou reclamação e atrito em duelo que já era quente. O apito final viria instantes depois, para amenizar o clima.

Campeonato Espanhol neste sábado:

Espanyol 3×3 Eibar
14h30 Real Sociedad x Alavés
16h45 Granada x Sporting de Gijón

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.