Justiça

Promotor espanhol pretende reabrir caso Neymar

Para Perals, ouve corrupção quando o Barcelona pagou um “adiantamento” de ‎€40 milhões para Neymar.
Gazeta Esportiva14/07/2016 às 23h15

SÃO PAULO - O “Caso Neymar” parece estar longe de acabar. Após o arquivamento do processo envolvendo o jogador brasileiro, o Barcelona e a empresa DIS, o promotor José Perals comunicou, nesta quinta-feira (14), que entrou com um recurso para poder reabrir o caso do atacante.

A ação de José de Perals junto a Audiência Nacional, vai de encontro à decisão do juiz José de la Mata. Para Perals, ouve corrupção quando o Barcelona pagou um “adiantamento” de ‎€40 milhões para Neymar, pago em duas parcelas, quando o jogador ainda vestia a camisa do Santos. Perals relembra que na mesma época Neymar possuía uma proposta do Real Madrid.

O grupo DIS, por sua vez, afirma que não recebeu nenhum tostão da negociação. Primeiro, Neymar e seu pai receberam ‎€10 milhões, ainda em 2011. Já em 2013, quando o atacante foi apresentado pelo clube grená, o Barça paou mais ‎€30 milhões a empresa N&N Consultoria, que pertence a Neymar e seu pai. O valor, segundo o clube, seria um adiantamento para a futura negociação.

No período de sua contratação, o então presidente do Barcelona, Sandro Rossell, havia afirmado que o valor da negociação de Neymar era de ‎€17 milhões.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.