Liga dos Campeões

Atlético de Madrid vence Bayern e se aproxima de final

Jogando em casa, os Colchoneros abriram vantagem nas semifinais da Liga dos Campeões.
Gazeta Esportiva27/04/2016 às 19h58

MADRID (ESPANHA) - Diante de um Vicente Calderón lotado, o Atlético de Madrid recebeu o Bayern de Munique, em primeira partida da semifinal da Liga dos Campeões, e fez a lição de casa ao vencer os bávaros por 1 a 0.

A partida contou com fortes emoções. O Atlético começou com muito gás, e foi recompensado com belo gol do meia Saúl. Com uma defesa muito bem postada, os espanhóis conseguiram segurar as investidas do Bayern e garantir a vitória, e a vantagem para o próximo jogo.

As duas equipes, que já se enfrentaram na grande final da temporada 1974, com triunfo do time de Munique, voltam a se encontrar na próxima terça-feira, dia 03/05, às 15h45 (de Brasília), na Bayern Arena, casa dos alemães. Com o resultado obtido nesta primeira partida, o Atlético avança para em final no caso de qualquer empate.

Os espanhóis mostraram que não eliminaram o Barcelona por sorte. Com muita competência defensiva e um ataque rápido, puxado por Griezmann, o Atlético começou pressionando. O time apostava em um ataque rápido e investidas de fora da área. Gabi arriscou de fora da área e quase surpreendeu o arqueiro alemão Manuel Neuer.

Com muita disposição, e marcação acirrada, o Atléti pressionava com muita eficiência. Após um grande começo de jogo, os Colchoneros foram recompensados com um golaço. Saúl carregou a bola na entrada da área, passou por três marcadores e finalizou com perfeição de pé esquerdo, deixando o Atlético à frente do placar.

O Bayern, apesar do gol sofrido, não se escondeu. Com 61% de posse de bola, aos 27 minutos da primeira etapa, os bávaros trocavam passes no campo defensivo dos anfitriões – característica dos time de Guardiola. Griezmann, em contra-ataque, quase ampliou para os Colchoneros, mas viu Neuer realizar uma grande defesa.

Na volta do intervalo, o Atlético recuou muito, apostando na forte marcação, enquanto o Bayern mantinha a alta posse de bola – mas sem muita eficiência. Como as triangulações não resolviam, os bávaros resolveram apostar em chutes de longa distância. O lateral esquerdo Alaba arriscou de fora da área e a bola explodiu no travessão.

Coman, em jogada individual, arrancou e chutou firme, levando perigo ao gol do esloveno Oblak. Minutos depois, foi a vez de Lewandowski fazer o pivô e arrematar de perna direita, mas a bola se perdeu pela linha de fundo. Em outro arremate, dessa vez do volante Vidal, Oblak se esticou para espalmar.

O Atlético chegou perto de garantir uma vantagem maior para a segunda partida. Em contra-ataque na velocidade puxado por Griezmann, Fernando Torres passou fácil pelo marcador e chutou de três dedos, mas a bola bateu caprichosamente na trave. Mesmo com o placar adverso, o Bayern continuava tocando bolas de lado, sem conseguir penetrar a sólida defesa espanhola, permanecendo o placar de 1 a 0.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.