Tricampeão mundial

“Nunca desobedeci a Mercedes para ganhar”, diz Hamilton

Piloto garante seguir colaborando e contando com a ajuda da equipe para próxima temporada.
Gazeta Esportiva22/12/2015 às 08h29

SÃO PAULO - Lewis Hamilton se envolveu em algumas polêmicas no fim da temporada, principalmente com a notável ascensão de seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, após o título do piloto inglês. Acusado de desobedecer às ordens da Mercedes para favorecer a si mesmo, Hamilton descartou a existência de qualquer tipo de indisciplina e afirmou que segue as instruções para não impactar 1300 pessoas da equipe.

“É uma questão se é ou não a decisão certa para a equipe, porque as vezes você também precisa dar um passo atrás, já que não é só você que interessa. Há 1300 pessoas na minha equipe e a decisão que eu tomo pode impactar todas elas. Então não, eu não tomo decisões pensando apenas em meu favorecimento. Eu quero ter certeza que tomo as decisões certas em nome de todos”, disse o tricampeão mundial, Lewis Hamilton.

Apesar de dizer que sempre seguiu as instruções de sua equipe, Hamilton admitiu que em algumas ocasiões questionou as decisões da Mercedes. Na corrida do México, por exemplo, o piloto inglês foi comunicado pelo rádio para trocar de pneus, no entanto, ele sabia que os pneus poderiam durar toda a corrida, sem necessidade de pit-stop.

“No México eles disseram que os pneus não iriam durar, mas eles duram entre 70 e 80 voltas, então eles teriam aguentado. Eu descobri que os pneus teriam durado, então eu poderia ter permanecido e fazer com que os pneus fizessem seu papel durante toda a corrida, sem problemas. O fato é que a equipe não sabia disso no momento e a escolha deles foi parar por questões de segurança. Eles não sabiam o que os pneus poderiam fazer, porque os últimos acabaram explodindo”, comentou.

O chefe de esportes automobilísticos da Mercedes, Toto Wolff, afirmou após o Grande Prêmio do Brasil que se um piloto tivesse permissão para tomar decisões sem o auxílio da equipe, ele sempre iria perder. Apesar da alfinetada do austríaco, Hamilton garante seguir colaborando e contando com a ajuda da equipe para a próxima temporada.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.