Fórmula 1

Vettel vence com facilidade e fica ainda mais próximo do título

Gazeta Esportiva06/10/2013 às 10h20

YEONGAM (Coreia do Sul) - Sebastian Vettel está cada vez mais próximo do tetracampeonato mundial de Fórmula 1. Na madrugada deste domingo, o alemão da Red Bull não enfrentou problemas para manter a primeira colocação conquistada no treino classificatório do Grande Prêmio da Coreia do Sul e vencer a prova em pouco mais de 1h43min. Ele agora tem 272 pontos ganhos na tabela, contra 195 de Fernando Alonso.

Os dois carros da Lotus completaram o pódio na Ásia. O finlandês Kimi Raikkonen foi o segundo colocado, seguido pelo francês Romain Grosjean. Atrás deles, ficaram o satisfeito Nico Hulkenberg, Lewis Hamilton e Alonso, que confirmou as suas expectativas negativas e não teve uma boa resposta de sua Ferrari.

Companheiro do espanhol na escuderia italiana e também com dificuldades desde os treinos livres, o brasileiro Felipe Massa acabou atrapalhado por um acidente pouco depois da largada. Foi parar na última colocação e, em uma corrida de reabilitação, não chegou além do nono lugar.

A corrida – Com um semblante tenso, Massa não se sentia muito confiante minutos antes de o GP da Coreia do Sul começar. “Vamos tentar ser melhores do que nos últimos dias”, sintetizou o brasileiro, que (assim como Fernando Alonso, seu companheiro de Ferrari) já não alimentava muitas esperanças de subir no pódio desde a véspera da prova.

A situação ficaria pior para Massa. Pouco depois de uma largada em que a maioria dos pilotos conseguiu manter as suas posições – o pole position Sebastian Vettel não deu nenhuma chance de ultrapassagem para Lewis Hamilton –, os carros se avolumaram no pelotão intermediário. O brasileiro da Ferrari tentou tirar proveito da situação, mas acabou atravessado na pista. Teve sorte de não ser alvo de uma batida – o que não o impediu de ir para a última posição.

Massa ainda atrasou um pouco a sua primeira parada nos boxes, mas teria de fazer uma corrida de recuperação a partir de então. Da mesma maneira que Mark Webber – mais eficaz nessa missão –, punido pela Fia com a perda de dez posições no grid de largada (caiu de terceiro para o 13º posto). Àquela altura, o circuito da Coreia (sem tantos pontos de ultrapassagem) já tinha diversos duelos por posições, como os travados entre Alonso e Kimi Raikkonen e, mais tarde, Nico Hulkenberg pelo quinto lugar.

O mau rendimento da Ferrari, contudo, impedia Alonso de progredir. A diferença para as Red Bulls do líder da prova e do campeonato Vettel e de Webber era gritante, a ponto de o australiano logo avançar à terceira posição – a Lotus de Romain Grosjean estava à frente, na segunda colocação. As Mercedes também corriam bem, porém os seus dois pilotos precisaram superar problemas: Hamilton teve desgaste excessivo dos pneus dianteiros, enquanto Nico Rosberg danificou a sua asa ao tentar ultrapassar o companheiro.

Mas Hamilton, que esbravejava com a equipe no rádio, não era o único prejudicado por causa dos pneus. Passada a 30ª volta, Sergio Pérez estourou um dos seus na segunda reta e deixou bastante borracha na pista. O safety car foi acionado, dando a oportunidade para muitos pilotos irem aos boxes e para os estrategistas das equipes pensarem em suas últimas cartadas.

Na relargada, quem levou a pior foi Webber, cujo carro acabou incendiado após um acidente com Adrian Sutil – para muitas lamentações do veterano e dos mecânicos da Red Bull. Resultado: safety car novamente em ação para paralisar a corrida na Coreia do Sul.

Quando a prova foi reiniciada, Felipe Massa mostrou arrojo para fazer ultrapassagens de uma só vez em Pérez e Esteban Gutiérrez, que brigavam com as Williams de Valtteri Bottas e Pastor Maldonado, e avançar à zona de pontuação. Mais à frente, Alonso também tentou partir ao ataque com a sua Ferrari, porém Hamilton não deu brechas para perder o quinto lugar.

Quem realmente não estava ameaçado era Vettel. Enquanto os demais pilotos se arriscavam por melhores posições, o alemão teve extrema tranquilidade para completar as últimas voltas do GP da Coreia do Sul e receber a bandeirada, seguido pelas eficientes Lotus de Raikkonen e Grosjean.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.