Basquete feminino

Com quatro do Sampaio, Brasil é campeão do Sul-americano de basquete

Érika, Alana Gonçalo, Patty Teixeira e Tainá Paixão estavam na campanha vitoriosa.

Com informações da CBB

- Atualizada em 07/08/2022 às 16h30
Jogadoras fazem a festa pelo título continental
Jogadoras fazem a festa pelo título continental (Divulgação / CBB)

SÃO LUÍS - Em uma final marcada pela determinação, a Seleção Brasileira Feminina garantiu a conquista invicta do Campeonato Sul-Americano. No fim da noite deste sábado (6), o Brasil derrotou a Argentina, por 69 a 68 realizado em San Luis, no interior da Argentina. Quatro jogadoras do Sampaio Basquete, inclusive a capitã Érika, fizeram parte dessa campanha vitoriosa. Além da capitã, jogaram pelo Brasil Alana Gonçalo, Patty Teixeira e Tainá Paixão, que foi a maior pontuadora do Brasil na final, com 17 pontos. 

A partida começou com as duas equipes nervosas e o Brasil se desencontrando, finalizando o quarto inicial com 5 pontos atrás das hermanas (20 a 15). No segundo, o Brasil cresceu de produção, especialmente na marcação, e chegou a encostar no placar diminuindo a diferença na parcial fechando em 31 a 23. (parcial 11 a 8).

Na volta do intervalo, o quinteto Kamilla, Leila, Sassá, Gabriella e Tainá garantiram a recuperação e ajudaram fazendo a diferença colocando o Brasil à frente do marcador finalizando a parcial do terceiro período em 23 a 16 para o Brasil. Já nos dez minutos finais, a raça e o foco falaram mais alto e a equipe brasileira controlou bem a tentativa de recuperação das rivais e garantiu a vitória e o título.

Em entrevista à Confederação Brasileira de Basquete (CBB), Érika falou sobre o título continental. 

“Sabíamos que seria uma partida muito dura, e eu já imaginava que por ser uma partida na casa delas, isso se transformaria no sexto jogador em quadra. Tentei tranquilizar meu treinador e minhas companheiras e acreditar até o final. A gente vem trabalhando muito e pra mim também pareceu ser a primeira vez em quadra. Estou há 24 anos com a Seleção, e todo jogo é muito importante. Estou muito agradecida pela comissão técnica que temos hoje, pela FIBA que realizou uma competição incrível, e principalmente ao presidente da CBB, Guy Peixoto, que sem ele não estaríamos aqui. E claro, desejar a todos um muito obrigada”, comentou a capitã Érika.

Na primeira fase, o Brasil obteve três vitórias: Colômbia (75 a 45), Uruguai (104 a 47) e Chile (80 a 27). Já na semifinal, outro resultado positivo, desta vez contra a Venezuela (105 a 54).

Classificação final: 1º) Brasil, 2º) Argentina, 3º) Venezuela, 4º) Colômbia, 5º) Paraguai, 6º) Uruguai, 7º) Chile e 8º) Equador.

O Sul-Americano é a primeira disputa do ciclo olímpico Paris 2024, que é o menor da história devido à pandemia da Covid-19, e marca o início da caminhada da seleção brasileira. 

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.