Handebol

Time maranhense busca reação no Brasileiro feminino

Barbosa de Godóis perdeu na estreia e entra em quadra nesta quarta-feira (17).
Com informações da assessoria 17/11/2021 às 08h37
Time maranhense busca reação no Brasileiro femininoDivulgação

SÃO LUÍS - O time maranhense do Barbosa de Godóis Handebol (BGH) vai tentar se recuperar da derrota na estreia no Campeonato Brasileiro Infantil Feminino de handebol, que está sendo disputado em São Luís, por meninas com idade entre 12 e 14 anos, no ginásio Costa Rodrigues. Nesta terça-feira (16), o BGH foi derrotado em duelo com as pernambucanas do Clube Português pelo placar de 31x21. A competição nacional acontece até o dia 20 e primeira fase é composta por dois grupos de quatro, formados pelos seguintes times: Cariacica-ES, Castro Alves-ES, Clube Português-PE; Campo Grande-MT e Sorriso-MT, Olímpico-SP, GHC Bola na Mão-PI, Moju-PA e Barbosa de Godóis Handebol-MA. O Barbosa de Godóis volta a quadra nesta quarta-feira (17), às 19h30, para enfrentar o Sorriso/MT, e na quinta-feira (18), às 18h30, duela com o Bola na Mão/PI. A fase mata-mata irá ocorrer na sexta (19) e no sábado (20).

Na estreia, as maranhenses acabaram sendo derrotadas para as pernambucanas do Clube Português pelo placar de 31x21, mas ainda terão dois jogos para se recuperarem na classificação do Grupo B. O treinador Eduardo Telles afirma que a atuação da equipe não condiz com os treinos realizados, cujo foco principal foi elaboração de jogadas, mas garante que ninguém jogou a toalha: “Todas estão bem treinadas. Treinamos os mais diferentes tipos de jogadas, mas treino é treino e jogo. Hoje não soubemos fazer o que realizávamos nos treinos, quando começamos a perceber o jogo, já tava no fim, mas é natural, já que passamos um tempo sem disputar essa competição. Jogaremos amanhã novamente. Vamos para frente para buscar o resultado. Os demais jogos vão ser difíceis, mas jamais desistiremos”, afirma o técnico do BGH.

A abertura do evento contou com a participação de Ana Paula Rodrigues, maranhense que se firmou com uma das principais atletas da Seleção Brasileira de Handebol, bicampeã dos jogos Pan-americanos, campeã dos jogos sul-americanos e com participação nas ultimas quatro olimpíadas. Ana Paula realizou um discurso, mas antes, em entrevista, deu a seguinte declaração.

“É sempre importante dar um bom nível de atenção e investimento para o esporte, afinal ele pode contribuir para tirar as pessoas da rua, contribui para a pessoa ser um cidadão melhor, já que nos esportes o trabalho em equipe conta muito, sem falar que também faz com que você tenha uma rotina digna e mais comprometimento”, revelou a jogadora.

Família e esporte

O mundo dos esportes chega a envolver até as famílias de quem pratica tal atividade física. É o caso da Maria Julia Ribeiro, 12 anos, e de sua mãe Joelma Ribeiro, a responsável pela Maju, como é conhecida sua filha, que pratica esporte faz 14 meses e optou pelo handebol após ver garotas jogando na quadra da escola que frequenta. A mãe diz que Maju sonha em viver do esporte que escolheu praticar.

“Assistir minha filha disputando um campeonato me dá muita emoção e me deixa arrepiada, pois ela se encontrou no handebol, se dedica muito a esse esporte. Consigo perceber que ela é muito apaixonada por ele. A Maria Julia tem muita vontade de seguir carreira no handebol e estou disposta a incentivá–la o máximo possível para que minha menina consiga realizar seu sonho”, frisa Joelma Ribeiro

A jovem faz parte do Barbosa de Godóis Handebol (BGH), time fundado em 2009 e único representante do Maranhão no campeonato. A equipe não disputava uma edição do campeonato brasileiro desde 2017, ano em que teve 10 atletas convocados para seleções nas categorias infantil, cadete e juvenil. Para 2021, reformulou o seu grupo de atletas e trouxe sete meninas que não estiveram nos Jogos Escolares Brasileiros, no Rio de Janeiro.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.