Série B

Sampaio Corrêa sofre gol no fim, cede empate ao Remo e amplia jejum na Série B

Com um jogador a mais, Tricolor deixou vitória escapar no Castelão e chegou a seis partidas sem triunfos na Segundona.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte30/09/2021 às 23h57
Sampaio Corrêa sofre gol no fim, cede empate ao Remo e amplia jejum na Série BSampaio Corrêa e Remo se enfrentaram no Estádio Castelão. (John Tavares / Sampaio Corrêa FC)

SÃO LUÍS - Mais uma vez, o Sampaio Corrêa frustrou o torcedor que compareceu ao Estádio Castelão e deixou escapar uma vitória que parecia certa no Campeonato Brasileiro Série B. Em partida disputada na noite desta quinta-feira (30), pela 27ª rodada da Segundona, a Bolívia Querida até abriu o placar diante do Remo, mas caiu de produção no segundo tempo, cedeu o empate por 1 a 1 e completou seis jogos sem triunfo na competição nacional.

Precisando da vitória para ganhar fôlego na briga pelo G4 da Série B, o Sampaio Corrêa teve um início de partida promissor contra o Remo. Empurrado pela torcida, o Tubarão abriu o placar aos 12 minutos, com Léo Artur, que aproveitou rebote do goleiro Thiago Coelho em chute de Pimentinha e estufou as redes do Leão Azul. Depois disso, o Sampaio administrou a vantagem e ampliou a impressão de que sairia com a vitória após o atacante Victor Andrade ser expulso por falta dura sobre Pimentinha, deixando o Remo com um jogador a menos. O Leão Azul, entretanto, surpreendeu o time maranhense: com maior posse de bola e pressão intensa, a equipe remista conseguiu o empate aos 42 minutos, em belo chute de Lucas Tocantins, e confirmou mais um tropeço do Sampaio na Série B.

Com apenas uma vitória nos últimos 10 jogos, o Sampaio Corrêa se distanciou de vez da briga pelo G4 da Série B. O Tricolor está agora na 10ª colocação da Segundona, com 37 pontos, nove a menos que o Avaí, equipe de pior campanha na zona de acesso, e 10 a mais que o Londrina, primeiro time na zona de rebaixamento. O Remo, por sua vez, tem os mesmos 37 pontos, mas está em nono lugar por ter mais vitórias que o Sampaio nesta edição da Segundona.

Sem muito tempo para lamentar a má fase, o Sampaio Corrêa volta a campo pela Série B na noite deste domingo (3), às 20h30, diante do Londrina, no Estádio do Café. A partida terá transmissão da rádio Mirante AM e cobertura completa do Imirante Esporte. O próximo compromisso do Remo será na noite desta segunda-feira (4), às 20h30, contra o líder Coritiba, no Estádio Baenão, em Belém.

O jogo

Disposto a fazer valer o fator casa e encerrar o jejum de vitórias na Série B, o Sampaio Corrêa pressionou o Remo no começo de partida no Castelão. Logo aos três minutos, Ciel recebeu passe na entrada da área e ajeitou para Léo Artur, que arriscou o chute, foi travado e viu a bola ser defendida sem sustos por Thiago Coelho. Pouco depois, aos seis, o Tricolor desperdiçou uma ótima oportunidade: novamente acionado na entrada da área, Ciel deu um passe na medida para Watson, que invadiu a área, chutou forte e acertou o travessão.

Jogando em um ritmo impressionante, o Sampaio Corrêa não demorou a ter sua insistência premiada. Após cobrança de lateral de Alyson para a grande área, aos 12 minutos, Pimentinha conseguiu a finalização e Thiago Coelho espalmou a bola nos pés de Léo Artur, que bateu firme e abriu o placar para a Bolívia Querida no Castelão. Sem conseguir impor seu ritmo, o Remo tentou uma resposta rápida aos 17: lançado na grande área, Lucas Siqueira serviu Rafinha, que estava livre na grande área, chutou forte e parou em grande defesa de Luiz Daniel.

Em vantagem, o Sampaio Corrêa diminuiu o ritmo, mas continuou criando suas chances de gol. Aos 40 minutos, Alyson fez um lançamento em profundidade para Ciel, que deu um passe na medida para Pimentinha chutar firme e obrigar Thiago Coelho a espalmar a bola pela linha de fundo.

Sampaio diminui ritmo, e Remo consegue empate com um a menos

Depois de um ótimo desempenho no primeiro tempo, o Sampaio Corrêa foi mais tímido na etapa final, sem sufocar tanto o Remo, que tentava segurar a posse de bola para criar suas chances. As primeiras finalizações das duas equipes foram tímidas: Victor Andrade, aos 10, perdeu a chance para o Leão Azul, e Ciel, em cobrança de falta aos 14, não conseguiu marcar o segundo gol da Bolívia Querida.

Como o Remo não pressionava tanto e encontrava dificuldades para trocar passes no campo ofensivo, o Sampaio Corrêa manteve o ritmo lento, tentando segurar a vantagem e explorar os contragolpes. A situação do Tricolor, que já era boa, ficou ainda melhor aos 18 minutos, com a expulsão do atacante Victor Andrade, após falta dura em Pimentinha, deixando o Remo com um jogador a menos.

Em vantagem no placar e no número de jogadores, a vitória do Sampaio Corrêa parecia questão de tempo no Castelão. A impressão, porém, não demorou a passar: mesmo no prejuízo, o Remo dominou o Tricolor na reta final de partida e acumulou chances perdidas. Aos 35, Matheus Oliveira arriscou o chute, para defesa de Luiz Daniel. No minuto seguinte, Matheus Oliveira encontrou Raimar livre na grande área, mas o lateral remista chutou para fora. A iniciativa do Leão Azul foi premiada aos 42: após erro na saída de bola do Sampaio, Matheus Oliveira tocou a bola para Lucas Tocantins, que ganhou da zaga tricolor na corrida, bateu forte e marcou um belo gol, que salvou o Remo da derrota e aumentou a pressão nos ombros do Sampaio.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Luiz Daniel (Luis Gustavo); Watson, Kanu, Allan Godói (Éder Lima) e Alyson (Mascarenhas); Betinho, Ferreira, Eloir (Márcio Araújo) e Léo Artur; Pimentinha (Jean Silva) e Ciel. Treinador: Felipe Surian

REMO: Thiago Coelho; Thiago Ennes, Rafael Jansen, Marlon e Raimar; Arthur (Lucas Tocantins), Marcos Junior (Pingo), Lucas Siqueira (Matheus Oliveira) e Felipe Gedoz (Kevem); Rafinha (Jefferson) e Victor Andrade. Treinador: Felipe Conceição

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.