Série C

Imperatriz é goleado pelo Paysandu e cai para a lanterna do grupo na Série C

Na estreia de Estevam Soares, Cavalo de Aço foi presa fácil para o Papão da Curuzu.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte12/09/2020 às 23h18
Imperatriz é goleado pelo Paysandu e cai para a lanterna do grupo na Série CO Paysandu não deu chances ao Imperatriz na Curuzu. (Jorge Luiz / Paysandu SC)

BELÉM - Atual campeão maranhense e representante do estado no Campeonato Brasileiro Série C, o Imperatriz sofreu, na noite deste sábado (12), a sua derrota mais constrangedora nesta edição da competição nacional. Em jogo válido pela sexta rodada da fase de grupos da Terceirona e disputado no Estádio da Curuzu, em Belém, o Cavalo de Aço teve mais uma atuação apática e foi presa fácil para o Paysandu, que goleou por 6 a 1 e se recuperou de uma série de duas derrotas no torneio. A partida também marcou a estreia de Estevam Soares como treinador do Imperatriz.

O Imperatriz até tomou a iniciativa diante do Paysandu na Curuzu, mas o Bicolor se defendeu bem e abriu o placar aos 29 minutos, com Alex Maranhão, em cobrança de pênalti. Pressionado, o Cavalo de Aço reagiu rápido e empatou aos 37, com Cesinha. A reação colorada, entretanto, durou pouco: Nicolas, aos 43, recolocou o Papão em vantagem. Na etapa final, diante de um Imperatriz sem força e inspiração, o Paysandu transformou a vitória em goleada, com Uilliam, Alex Maranhão e Elielton (2) balançando as redes.

Com a goleada sofrida em Belém, o Imperatriz caiu para a última posição do Grupo 1 da Série C. O Cavalo de Aço conquistou apenas um ponto em quatro jogos e está atrás do penúltimo colocado Treze no saldo de gols. Já o Paysandu, com sete pontos em seis partidas, subiu na classificação e assumiu a quinta posição da chave.

Na próxima rodada, o Imperatriz terá uma oportunidade de recuperação diante do Vila Nova, em partida que será disputada na próxima segunda-feira (21), às 20h, no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga (OBA), em Goiânia. Antes disso, no próximo domingo (20), o Paysandu encara o Ferroviário a partir das 20h, na Arena Castelão.

O jogo

O início de partida na Curuzu foi marcado pela posse de bola sem efetividade do Paysandu e pela agressividade do Imperatriz nas primeiras tentativas de gol. Cesinha, aos 12 minutos, fez jogada individual e arriscou o chute, para defesa de Gabriel Leite. O Cavalo de Aço teve mais uma oportunidade em cobrança de falta de Jocinei, aos 17, e Gabriel Leite salvou o Papão mais uma vez.

Depois do susto inicial, o Paysandu impôs seu ritmo e iniciou uma pressão sobre o Imperatriz. Aos 24 minutos, Uilliam recebeu cruzamento e cabeceou firme, para fora. Pouco depois, aos 26, Nicolas finalizou bem, Henal não conseguiu segurar, e Uilliam escorregou na hora de aproveitar o rebote.

Com o domínio consolidado na partida, o Paysandu abriu o placar aos 29 minutos: após cruzamento de Bruno Collaço bater na mão de Jocinei na grande área e a arbitragem marcar a infração, Alex Maranhão não desperdiçou o pênalti e fez o primeiro gol do Papão. A reação do Imperatriz foi rápida e eficiente, com Cesinha aproveitando erro de Gabriel Leite, aos 37 minutos, e deixando tudo igual na Curuzu. A festa colorada, entretanto, durou até os 43, quando Nicolas recebeu cruzamento de Tony e deixou o Paysandu na frente do placar outra vez.

Vitória bicolor vira goleada

Disposto a buscar o empate, o Imperatriz foi ao ataque no início do segundo tempo. Aos seis minutos, Cesinha fez o cruzamento na pequena área para Anderson Cavalo, que não alcançou. No contragolpe, o Paysandu castigou a equipe colorada: Uilliam foi lançado entre os zagueiros, bateu na saída de Henal e fez o terceiro gol. Aos 11, o Papão marcou o quarto com Alex Maranhão, em bela cobrança de falta.

Mesmo com a goleada a favor, o Paysandu não diminuiu o ritmo, enquanto o Imperatriz tentava criar ânimo para evitar um placar mais elástico. Vinícius Leite, aos 16, passou pela marcação e acertou o travessão. Em uma das raras tentativas do Cavalo de Aço, Jocinei arriscou uma cobrança de falta aos 16, e Gabriel Leite, atento, fez a defesa.

A reta final de partida na Curuzu foi marcada pelo brilho do atacante Elielton, que mostrou habilidade e aumentou o drama do Imperatriz. Aos 28, Elielton aproveitou um erro da defesa colorada e fez o quinto gol bicolor. Já aos 42, o atacante puxou o contragolpe rápido após erro em cobrança de falta do Cavalo de Aço, marcou o sexto do Papão e fechou o placar em Belém.

FICHA TÉCNICA

PAYSANDU: Gabriel Leite; Tony, Micael, Perema e Bruno Collaço; Anderson Uchôa (Serginho), Welligton Reis (Alan Calbergue) e Alex Maranhão (Juninho); Vinicius Leite (Erik Bessa), Uilliam e Nicolas (Elielton). Treinador: Hélio dos Anjos

IMPERATRIZ: Henal; Léo Rodrigues, Xandão, Henrique Mattos e Makeka; Nonato, Jocinei e Judson; Cesinha (Reginaldo Junior), Guilherme Garré e Anderson Cavalo. Treinador: Estevam Soares

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.