Futebol Maranhense

Marcinho Guerreiro é apresentado e promete Moto Club competitivo em 2020

Treinador comandará o Papão do Norte em três torneios na próxima temporada.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte03/10/2019 às 22h18
Marcinho Guerreiro é apresentado e promete Moto Club competitivo em 2020Marcinho Guerreiro (quarto à direita), novo técnico do Moto Club. (Divulgação / Moto Club)

SÃO LUÍS – Anunciado como técnico do Moto Club para a temporada 2020, quando o clube disputará o Campeonato Maranhense, a Copa do Brasil e o Campeonato Brasileiro Série D, Marcinho Guerreiro foi apresentado oficialmente em coletiva de imprensa na loja oficial do Moto, na Avenida Beira-Mar, em São Luís. Ídolo como jogador e campeão maranhense como treinador em 2018, Marcinho retorna ao comando do Rubro-Negro após um ano e meio.

Em entrevista ao site oficial do Moto Club, Marcinho Guerreiro falou sobre a expectativa para a temporada de 2020, deu detalhes sobre a montagem do elenco e ressaltou os principais objetivos do Papão nas competições que terá pela frente. Para Marcinho, o Moto tem totais condições de fazer boas campanhas e brigar por títulos.

“O Maranhense é prioridade e vamos fazer de tudo para sermos campeões, pois essa competição nos dá um calendário muito bom para o ano seguinte. O segundo objetivo é o acesso, o Moto Club precisa subir de divisão, estar no mínimo na Série C. Somos um clube gigante, com uma torcida extremamente apaixonada. Temos que subir e permanecer”, afirmou Marcinho.

De acordo com o planejamento da diretoria e da comissão técnica do Moto Club, o elenco rubro-negro se apresenta e inicia as atividades de pré-temporada no dia 9 de dezembro, no CT Pereira dos Santos, que passa por reforma.

Confira outras respostas do técnico Marcinho Guerreiro:

Elenco

"Estamos montando um elenco competitivo, podem ter certeza. Em 2018, ninguém acreditava na gente, nem nos jogadores. Apesar de tudo, fomos campeões, porque éramos extremamente competitivos. Isso é uma característica minha como jogador e dos meus times, não esperem menos que isso".

Acerto com jogadores

"Já estamos bem adiantados quanto a isso e não podemos perder tempo. Temos praticamente 80% do elenco acertado. Alguns jogadores ainda estão em análise e outros ainda estão em atividade, por isso nenhum nome será revelado. Temos que nos precaver, o futebol prega peças".

Últimos trabalhos sem grandes resultados

"Futebol ensina diariamente. Eu tive um começo de carreira espetacular, com título e acesso, e tive alguns trabalhos que não deram certo depois disso. Acontece, ninguém ganha tudo ou toda hora. A imprensa local às vezes me critica muito e cobra muito de mim como se eu fosse o Guardiola, mas todo mundo se esquece que eu tenho apenas dois anos de carreira como treinador. É pouco tempo para tanta pressão e cobrança, que eu sei que existe, mas, por eu ser da terra, isso tudo é muito intensificado, o que é uma pena. Não podemos viver do imediatismo. Ainda vou ganhar muito e perder também, faz parte".

Última passagem conturbada pelo Moto Club

"Tivemos problemas internos que ficaram apenas no âmbito profissional. Graças a Deus, sempre deixei portas abertas por onde eu passei, e por isso essa apresentação está acontecendo. Sentei com o presidente Natanael Junior, conversamos bastante e chegamos a denominadores comuns, o que é bom. Sempre tivemos uma relação boa, agora está melhor do que nunca. Aqui ninguém brinca de fazer futebol e muito menos com o Moto Club. Vamos trabalhar todos juntos, comissão técnica, diretoria e atletas, para um ano de 2020 muito bom, porque é o que o Moto Club merece".

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.