Série B

Sampaio Corrêa vence o Tupi e respira na briga contra a degola

Diante do Galo Carijó, a Bolívia Querida conquistou a sua segunda vitória na Série B.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte28/06/2016 às 22h30

SÃO LUÍS - Depois de quatro jogos sem bons resultados, o Sampaio Corrêa fez as pazes com a vitória na noite desta terça-feira (28), em um momento crucial do Campeonato Brasileiro Série B. Atuando ao lado de sua torcida, no Estádio Castelão, em duelo válido pela 13ª rodada da competição nacional, a Bolívia Querida mostrou um bom futebol no segundo tempo e conseguiu derrotar o Tupi, adversário direto na briga contra o rebaixamento, por 3 a 1. Foi a segunda vitória do Sampaio na Série B.

Jogando em casa, o Sampaio Corrêa começou melhor e abriu o placar com um gol olímpico: aos 20 minutos, Lucas Sotero cobrou escanteio e ninguém desviou a bola, que só foi parar no fundo das redes. O Tupi, entretanto, conseguiu o empate aos 43 minutos, com Rubens, que aproveitou um vacilo da defesa tricolor e apenas desviou a bola para o gol. No segundo tempo, o Sampaio pressionou o Tupi e foi premiado: aos 22 minutos, Pimentinha marcou o segundo gol, após passe de Edgar, enquanto Luiz Otávio, aos 33, aproveitou cobrança de falta de Rafael Estevam e confirmou a vitória tricolor.

Com a vitória no Castelão, o Sampaio Corrêa chegou aos nove pontos em 13 rodadas e se igualou ao Tupi, mas ainda segue na última posição da Série B, já que a equipe de Juiz de Fora tem saldo de gols superior. O Tubarão e o Galo Carijó estão a cinco pontos do Vila Nova, primeira equipe fora da zona de rebaixamento.

O Sampaio Corrêa terá pouco tempo de descanso e preparação para a próxima rodada, pois já volta a jogar nesta sexta-feira (1º), contra o Paysandu, no Estádio Castelão. O duelo entre o Bolivão e o Bicolor, que começa às 19h15, terá transmissão minuto a minuto e cobertura completa do Imirante Esporte. Também nesta sexta, mas às 20h30, o Tupi enfrenta o Vila Nova no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.

O jogo

Disposto a pressionar o Tupi desde os primeiros minutos, o técnico Wagner Lopes escalou o Sampaio Corrêa com três atacantes: Pimentinha, Jean Carlos e Elias. Com essa estratégia, o Tricolor apostou nos ataques pelas laterais nos primeiros minutos, sem muito sucesso. O Tupi, com a estratégia de valorizar a posse de bola e explorar os contragolpes, criou a primeira chance clara de gol no Castelão: aos 12 minutos, Vinícius Kiss recebeu passe em profundidade na grande área e bateu forte, para grande defesa de Rodrigo Ramos.

Depois do susto, o Sampaio Corrêa voltou ao ataque e começou a criar suas oportunidades de gol. Aos 15 minutos, Pimentinha fez boa jogada e tentou o passe para Elias, mas Rodolfo estava bem posicionado e afastou o perigo pelo Tupi. Pouco depois, aos 18, Pimentinha passou pela marcação da equipe de Juiz de Fora e fez o passe para Lucas Sotero, que tentou duas vezes e levou perigo ao gol de Rafael Santos. A pressão surtiu efeito aos 20 minutos: após cobrança de escanteio de Lucas Sotero, a bola passou por todo mundo e só foi parar no fundo das redes.

Com a vantagem no placar, a equipe do Sampaio Corrêa segurou um pouco mais a bola, tentando encontrar espaços na defesa do Tupi. Aos 36 minutos, Pimentinha recebeu lançamento, ficou cara a cara com Rafael Santos, mas chutou para fora. A oportunidade desperdiçada fez falta ao Bolivão, que se complicou aos 43 minutos: após finalização de Jonathan e defesa de Rodrigo Ramos, a bola bateu em Rafael Estevam, na trave, e sobrou para Rubens, na pequena área, desviar para o gol vazio.

Sampaio fura bloqueio do Tupi e garante vitória

Embalado pelo empate na reta final do primeiro tempo, o Tupi voltou com tudo para a etapa final e quase conseguiu a virada logo aos seis minutos, em finalização de longa distância que bateu na trave de Rodrigo Ramos. O Sampaio Corrêa, entretanto, não recuou e respondeu dois minutos depois com Felipe Baiano, que recebeu cruzamento de Rafael Estevam e desviou de cabeça, para fora.

Apesar da primeira oportunidade do Tupi, o cenário do jogo não mudou no segundo tempo: o Sampaio Corrêa continuava apostando na velocidade de seu ataque, enquanto o Tupi se defendia, esperando os erros do Tricolor. Sentindo o recuo da equipe de Juiz de Fora, Wagner Lopes apostou suas fichas na entrada de Edgar, artilheiro do Sampaio na temporada, que precisou de pouco tempo para fazer a diferença: aos 22 minutos, “Edgol” passou pela marcação e deu o passe perfeito para Pimentinha, que recolocou o Bolivão na frente do placar.

Novamente com a vantagem, o Sampaio Corrêa começou a administrar o resultado, enquanto o Tupi não conseguia mais criar suas oportunidades no campo de ataque. Com o oponente recuado, o Tubarão decretou a vitória aos 33 minutos: após cobrança de Rafael Estevam, Luiz Otávio subiu mais que a zaga do Tupi e anotou o terceiro gol do Sampaio. O Tupi ainda teve uma oportunidade para diminuir o prejuízo aos 39 minutos, mas a cabeçada de Rubens ficou nas mãos de Rodrigo Ramos.

FICHA TÉCNICA

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Eder Sciola, Wagner, Luiz Otávio e Rafael Estevam; Renan Ribeiro (Levi), Felipe Baiano e Lucas Sotero (Henrique); Pimentinha, Jean Carlos (Edgar) e Elias. T: Wagner Lopes

TUPI: Rafael Santos; Recife, Bruno Costa, Rodolfo e Douglas; Filipe Alves, Marcos Serrato (Thiago Silvy) (Ygor), Rafael Jataí (Gabriel Sacilotto), Jonathan e Vinícius Kiss; Rubens. T: Estevam Soares.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.