Copa do Brasil

Primeiro tempo pesou na derrota do Moto, diz Raniere

"O time não marcou e deixou que eles jogassem", criticou o camisa 1.
Gustavo Arruda / Imirante07/05/2015 às 23h11

SÃO LUÍS – Por muito pouco, o Moto Club não encerrou a temporada com uma eliminação na Copa do Brasil, diante de sua torcida. No primeiro jogo da segunda fase, o Papão teve uma atuação muito abaixo das expectativas e não conseguiu segurar o time reserva da Ponte Preta, que conquistou uma importante vitória por 2 a 1, na noite desta quinta-feira (7), no Estádio Castelão.

Leia mais

Após derrota, Henrique promete Moto agressivo em Campinas

Capitão do Moto e grande herói da classificação para a segunda fase da Copa do Brasil, o goleiro Raniere criticou a exibição do time rubro-negro na primeira etapa, quando criou poucas oportunidades e foi para o intervalo perdendo por 1 a 0. Para o camisa 1, a atuação nos primeiros 45 minutos foi decisiva para que o Papão deixasse o Castelão com a derrota para os campineiros.

“Credito a derrota a esse primeiro tempo, em que o time foi horroroso. O time não marcou, não jogou e deixou que eles jogassem. No segundo tempo, o time teve outra postura e foi para cima, falamos no vestiário que tinha que mudar essa situação. O time foi bem nesse segundo tempo, poderia ter empatado ou buscado a vitória”, disse Raniere.

Com o gol marcado na reta final do segundo tempo, o Moto Club continua na Copa do Brasil, mas terá uma missão difícil: bater a Ponte Preta por dois ou mais gols de diferença na partida de volta, que será disputada na noite de quarta-feira (13), no Estádio Moisés Lucarelli. Sem vaga no Campeonato Brasileiro Série D, o Papão pode encerrar a temporada na partida disputada em Campinas.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.