Campeonato Maranhense

Sampaio supera temporal e expulsão para bater o Moto Club

Vitória por 3 a 1 deixa Tricolor perto de chegar à final do Estadual.
Paulo de Tarso Jr./Imirante Esporte19/04/2015 às 19h49

SÃO LUÍS – Quando Sampaio e Moto medem forças em campo, tudo pode acontecer. E quando dizemos que tudo pode acontecer, é tudo mesmo. A começar pelo atraso de quase uma hora do início do jogo devido ao temporal que castigou São Luís. Passado o dilúvio, enfim a bola rolou, com certa dificuldade, mas rolou no Estádio Castelão. Apesar das dificuldades com o gramado encharcado, o Superclássico deste domingo (19) pelo Campeonato Maranhense foi intenso. Disposição não faltou para os jogadores de ambas as equipes. No fim, melhor para o Sampaio Corrêa que conseguiu vencer o rival por 3 a 1 de virada mesmo tendo Curuca expulso ainda na etapa inicial.

O Moto chegou a abrir o placar com Naôh. Porém, o Sampaio Corrêa com um jogador a menos se superou e virou a partida com gols de Pimentinha, Robert e Edgar.

Com o resultado positivo, o Sampaio agora pode perder por um gol de diferença no jogo de volta da semifinal para avançar à decisão do Campeonato Maranhense. Na próxima quarta-feira (22), as duas equipes voltam a se encontrar no Castelão. A bola rola às 20h.

Enquanto o time tricolor está perto da final após a vitória deste domingo, apenas uma vitória por dois ou mais gols de diferença interessa ao Moto Club seguir na disputa pelo título estadual.

O jogo

Mas vencer o Moto Club não foi uma tarefa tão simples parao Sampaio. O time rubro-negro começou o duelo melhor. E, aos 18 minutos, Naôh fez um belo gol. Com muita categoria, o atacante motense marcou na saída de Milton Raphael: 1 a 0.

O gol fez com que o jogo ficasse agitado. As oportunidades do Sampaio começaram a aparecer. O time tricolor começava a ser perigoso e, aos 26, o “quase” transformou-se em bola na rede. Raí arriscou, e Raniere deu rebote. A bola sobrou para Pimentinha que, com muito estilo, fez um golaço. Empata o Superclássico 1 a 1.

O Moto respondeu ao 32. Kléo cobrou falta com muito veneno. Mas o grito de gol ficou engasgado na garganta do torcedor motense graças ao goleiro Milton Raphael, que fez uma defesaça. Enquanto o Moto lamentava a oportunidade perdida, o Sampaio tratou logo de responder no minuto seguinte.

Aos 33, Pimentinha infernizou a defesa motense e cruzou para Robert. O camisa 9 se esticou todo para empurrar a bola para o fundo das redes. Sampaio na frente 2 a 1.

A vida do Sampaio parecia que estaria tranquila nos minutos seguintes. No entanto, Curuca tratou de acabar com a tranquilidade tricolor nos acréscimos da etapa inicial. O volante recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso.

Na volta para o intervalo, o Moto tentou o empate, mas não conseguiu nos minutos iniciais. Em seguida, foi a vez de Robert e Pimentinha ameaçarem a defesa motense. Mas o placar seguia inalterado.

A intensidade do duelo diminuiu. Com um jogador a menos, o Sampaio apostava nos contra-ataques, enquanto o Moto pouco ameaçava o goleiro Milton Raphael. As investidas ofensivas do time rubro-negro eram ineficazes. E o tempo passava.

Edgar entrou em campo. E, no seu primeiro bom lance na partida, foi às redes. Aos 37 minutos, Edgar arrancou, driblou os defensores do Moto e marcou um golaço para dar números finais à vitória tricolor por 3 a 1. Fim de jogo no Castelão.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.