Campeonato Maranhense

Buscando recuperação, Moto Club recebe o Expressinho

Diante de sua torcida, o Papão fará a estreia do treinador Filinto Holanda.
O Estado01/03/2015 às 00h01

SÃO LUÍS - O Moto Clube joga hoje, às 17h, no Estádio Castelão, contra o lanterna Expressinho, pela quarta rodada do Campeonato Maranhense. Se vencer e os outros resultados o favorecerem, o Papão pode terminar a rodada na liderança do Estadual. Já o Furacão, que fez apenas um jogo no torneio, tenta sua primeira vitória na competição.

A partida de hoje pode marcar a estreia do novo técnico do Moto, Filinto Holanda. Ele assumiu a equipe no lugar de Eugênio Souza, dispensado após as derrotas por 3 x 2 para o Imperatriz, pelo Estadual, e por 3 x 0 para o Salgueiro (PE), pela Copa do Nordeste, e em meio à pressão da torcida por resultados. No Maranhense, o Papão divide a quarta colocação com o Imperatriz e, na Copa do Nordeste, o Rubro-Negro é o terceiro lugar do grupo C, com quatro pontos e um gol negativo de saldo.

Por causa de um acordo com a diretoria, Filinto Holanda pediu para se apresentar somente hoje; seu ex-time, o Novo Horizonte (GO), tinha uma partida importante ontem, pela Segunda Divisão do Campeonato Goiano, e queria deixar o clube pacificado para a segunda fase do torneio. Entretanto, disse que, se chegasse a tempo, iria direto para o campo comandar o time.

O novo treinador disse conhecer bem o Moto, pois, assim que foi contratado, passou a estudar a equipe. “Tenho boas informações. O grande segredo no futebol é a vitória. Isso leva confiança para o vestiário e para todo mundo. Futebol é resultado. É a vitória que dá tranquilidade”, explicou o treinador.

Com pouco tempo de trabalho, o novo técnico do Moto deve colher mais informações com o preparador de goleiros Tião Scarpino, que assumiu interinamente a equipe na partida de estreia da Copa do Brasil contra o Boa Esporte (MG), na quarta-feira, no Castelão. Independentemente de quem fique na área técnica do Castelão hoje, com o elenco todo à disposição, a tendência é de que, no mínimo, seja mantida a base que vinha jogando.

Retornando à Primeira Divisão do Campeonato Maranhense depois de mais de 20 anos, o Expressinho não vai bem no Estadual e luta apenas para se manter na Primeira Divisão. Com uma estrutura que beira o amadorismo, o time é treinado pelo próprio presidente do clube, Estelmar Bastos, o Carioca. O Furacão é o lanterna do torneio, com apenas um jogo disputado.

Com um elenco muito reduzido, composto em sua maioria por jogadores vindos de categorias de base ou preteridos por outros clubes, o Expressinho deve levar a campo a mesma escalação que enfrentou o São José na estreia e perdeu por 2 x 0.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.