Série C

Sampaio arranca empate histórico e garante acesso para a Série B

Com o resultado em Macaé, o Tricolor está nas semifinais da Terceirona e na Segunda Divisão em 2014.
Gustavo Arruda / Imirante26/10/2013 às 20h07
Leandro Kivel e Lucas festejam gol marcado contra o Macaé, no primeiro jogo, em São Luís: com o empate no Moacyrzão, neste sábado (26), o Sampaio está de volta ao Campeonato Brasileiro Série B. (Foto: Paulo de Tarso Jr / Imirante)

MACAÉ – Foi sofrido, suado, fora de casa. Mas a torcida do Sampaio, um ano após conquistar o título brasileiro da Série D, tem um novo motivo para comemorar. Após um jogo dramático neste sábado (26), no estádio Moacyrzão, o Tricolor empatou em 1 a 1 contra o Macaé e conquistou uma vaga nas semifinais da Série C e também o acesso para a Segunda Divisão em 2014. William marcou o gol do Macaé, enquanto Eloir deixou tudo igual para o Tubarão.

Vencedor no primeiro jogo em São Luís, por 5 a 3, o Tricolor conquistou o seu segundo acesso em dois anos e agora vai para a disputa das semifinais da Série C, contra o vencedor do confronto entre Treze (PB) e Vila Nova (GO), que decidirão a vaga neste domingo (27), em Goiânia. No primeiro jogo, vitória dos paraibanos por 1 a 0.

O jogo

Com a necessidade de uma vitória por dois gols de diferença e com o apoio de sua torcida, que compareceu em bom número ao Moacyrzão, o Macaé iniciou o jogo no ataque, apostando nos cruzamentos para a área do Sampaio. A defesa tricolor tomou um susto em dois lances do capitão Gedeil, aos sete e aos nove minutos, mas as duas cabeçadas foram para fora. O time maranhense respondeu aos 11 minutos, com Arlindo Maracanã: em chute de longa distância, o capitão obrigou Luis Henrique a fazer uma defesa em dois tempos.

Após a pressão inicial do Macaé, o Sampaio passou a equilibrar o jogo e a adiantar a marcação, desacelerando a partida. Com o Tricolor avançando, restava ao Alvianil arriscar nos chutes de fora da área, levando perigo em um deles: Marcelo, aos 22 minutos, assustou o goleiro Rodrigo Ramos, mas a bola foi para fora. Norton, dois minutos depois, também tentou, mas não conseguiu furar o bloqueio.

Na reta final da primeira etapa, o Macaé voltou a pressionar diante de um Sampaio mais recuado. Ziquinha, aos 40 minutos, fez bela jogada pela direita e chutou, mas Rodrigo Ramos estava atento e fez uma defesa tranquila. Já nos acréscimos, aos 48 minutos, Marcelo arriscou de longe e o Paredão fez uma grande defesa com os pés, evitando o primeiro gol dos cariocas.

Sampaio busca o empate e faz história

Tendo apenas 45 minutos para reverter o quadro adverso e precisando de dois gols para conquistar o resultado que lhe daria o acesso, o Macaé mexeu logo no intervalo. E o técnico Gerson Andreotti arriscou, ao substituir o zagueiro Laerte pelo atacante Sérgio Júnior, artilheiro da equipe na Terceirona. E não demorou muito tempo para a alteração surtir efeito: logo aos dois minutos, Sérgio Júnior chamou a marcação, que deixou William isolado na área. Após cruzamento de Daniel na direita, o camisa 9 desviou para as redes, fazendo a festa da torcida no Moacyrzão.

Com o gol, era de se esperar que o Macaé seguisse pressionando, mas não foi o que aconteceu. Seguro em campo, o Sampaio passou a segurar mais a bola, equilibrando as ações e diminuindo a empolgação do Leão carioca. Com a equipe atenta, as chances foram aparecendo: Cleitinho, aos 11 minutos, arriscou de fora da área e assustou Luis Henrique.

Paciente, o Sampaio seguiu fechando os espaços e procurando uma brecha no contragolpe. E ela veio, aos 16 minutos: após jogada pela esquerda, Cleitinho cruzou para Eloir, na grande área, que chutou, igualou o placar em Macaé e deixou o Sampaio a meia hora do acesso.

De novo com a vantagem de dois gols no placar agregado, o Bolivão resolveu recuar e o Macaé acordou novamente para a partida, precisando novamente marcar para manter o sonho da Série B vivo. Norton, aos 21 minutos, apareceu livre na área, mas desperdiçou. Em uma rara subida ao ataque, o Sampaio voltou a balançar as redes com Lucas, mas a bola desviou na mão do meia-atacante na dividida com o goleiro Luis Henrique e a arbitragem anulou o lance.

No desespero, o Macaé seguia na ofensiva e criando chances. Novamente de fora da área, o volante Marcelo chutou, a bola desviou em um atacante da equipe e passou perto do gol. O time do Sampaio teve a chance de matar o jogo com Lucas, que recebeu livre na área após bela troca de passes, mas chutou fraco, para uma defesa tranquila de Luis Henrique.

Nos minutos finais, não teve jeito: todo o time do Macaé, incluindo os defensores, foram para o ataque, com o Sampaio recuado em seu campo de defesa. E foi essa defesa a responsável por garantir o resultado: William, aos 40 minutos, apareceu livre e Rodrigo Ramos salvou de forma espetacular. Sérgio Júnior, já nos acréscimos, desperdiçou sozinho uma grande oportunidade. E, em meio à pressão dos macaenses, a festa dos mil torcedores do Sampaio no Moacyrzão já se iniciava. E acabou se confirmando aos 50 minutos, após o apito final de Ricardo Marques. O Sampaio está classificado. O Sampaio está na Série B.

FICHA TÉCNICA

MACAÉ: Luis Henrique; Daniel (Valdir), Cleber Carioca, Laerte (Sergio Junior) e Marco Goiano; Gedeil, Marcelo, Lucas e Norton; Ziquinha (Marquinho) e William. T: Gérson Andreotti

SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo Ramos; Tote, Mimica, Paulo Sérgio e Airton (Deca); Jonas, Arlindo Maracanã, Eloir (Ribinha) e Cleitinho (Robson Simplício); Lucas e Leandro Kivel. T: Flávio Araújo

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.