Luto no esporte maranhense

Morre o ex-atleta e jornalista esportivo Edivaldo Pereira Biguá, aos 67 anos, em São Luís

Biguá exerceu várias atividades na área do esporte e trabalhou por mais de uma década no Grupo Mirante.

Imirante Esporte

- Atualizada em 02/12/2022 às 21h31
Edivaldo Pereira Biguá foi um dos principais divulgadores do esporte no Maranhão.
Edivaldo Pereira Biguá foi um dos principais divulgadores do esporte no Maranhão. (Reprodução)

SÃO LUÍS - O ex-atleta, jornalista, comentarista esportivo e presidente da Federação Maranhense de Vôlei (FMV), Edivaldo Pereira da Silva Biguá, morreu na noite desta sexta-feira (2), aos 67 anos, em São Luís, vítima de um câncer.

Nascido em Caruaru (PE) e criado em São Paulo, Edivaldo Pereira Biguá chegou na década de 70 ao Maranhão, onde exerceu várias atividades na área do esporte, como professor de educação física, treinador e jogador de futsal, handebol e vôlei. Após a carreira como atleta, Biguá tornou-se jornalista e dirigente esportivo.

Um dos principais divulgadores e incentivadores do esporte no Maranhão, Biguá esteve por mais de uma década no Grupo Mirante, onde integrou a equipe do jornal O Estado do Maranhão, foi editor do Bom Dia Mirante, da TV Mirante, e apresentou várias edições do Troféu Mirante Esporte, que premia os destaques locais em várias modalidades.

Edivaldo Pereira Biguá deixa a esposa Tânia Biguá e o filho Márcio Biguá, que é vice-presidente jurídico da Federação Maranhense de Futebol (FMF). O velório do jornalista será realizado a partir das 23h, na Igreja Batista Vale do Jordão, no bairro Parque Atenas, em São Luís. Após um culto fúnebre na manhã deste sábado (3), às 10h, o corpo de Biguá será cremado em cerimônia que contará apenas com a presença da família.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.