Copa do Nordeste

Imperatriz encerra jejum, vence o River e se recupera no Nordestão

Cavalo de Aço fez a festa da torcida no Frei Epifânio e voltou ao G4 do Grupo B da competição regional.
Gustavo Arruda / Imirante Esporte22/02/2020 às 18h47
Imperatriz encerra jejum, vence o River e se recupera no NordestãoO Imperatriz derrotou o River no Frei Epifânio. (Vagner Jr / Coluna do Futebol)

IMPERATRIZ - O Imperatriz encerrou, na tarde deste sábado (22), um jejum de três partidas sem vitórias na Copa do Nordeste e voltou com tudo para a briga por uma vaga nas quartas de final da competição regional. Em duelo válido pela quarta rodada da fase de grupos do Nordestão e disputado no Estádio Frei Epifânio, o Cavalo de Aço mostrou eficiência diante do River, venceu por 1 a 0 e fez a festa da torcida colorada.

Precisando de uma vitória para se recuperar no Nordestão, o Imperatriz pressionou o River desde o começo da partida e abriu o placar logo aos 10 minutos, com o atacante Matheus João. Depois disso, o Cavalo de Aço desperdiçou algumas oportunidades no campo de ataque, mas conseguiu frear as tentativas de reação do Galo Carijó e confirmou o triunfo no Frei Epifânio.

Com a vitória em casa, o Imperatriz chegou aos sete pontos em cinco rodadas e assumiu a terceira colocação do Grupo B da Copa do Nordeste. Já o River, que sofreu a terceira derrota consecutiva na competição regional, permanece com quatro pontos e está na penúltima posição do Grupo A.

Depois de se recuperar na Copa do Nordeste, o Imperatriz volta agora as suas atenções para o Campeonato Maranhense. O próximo compromisso do Cavalo de Aço será no próximo sábado (29), às 19h, contra o Juventude Samas, no Estádio Frei Epifânio. Na mesma data, o River disputará o clássico piauiense contra o Flamengo, a partir das 17h, no Estádio Albertão.

O jogo

Contando com o apoio da torcida, o Imperatriz foi ao ataque diante do River e precisou de apenas 10 minutos para balançar as redes. Após jogada de Madson, Matheus João fez o desvio de cabeça, sem chances para Flávio Henrique, e abriu o placar para o Cavalo de Aço. Animado, o Imperatriz manteve o ritmo: aos 12 minutos, Lucas Campos recebeu de Erison e tentou a finalização, que foi travada por Alex Augusto.

Depois da pressão inicial do Imperatriz, o River se organizou e chegou com perigo no campo de ataque. Ronald, aos 15 minutos, arriscou o chute, e a bola passou perto do gol. Já aos 29, Valdo Bacabal lançou Mateus Muller, que tentou a finalização e foi travado pela defesa do Imperatriz.

Os avanços seguidos do River acordaram o Imperatriz, que voltou a criar suas oportunidades. Aos 31 minutos, Lorran cobrou falta e obrigou Flávio Henrique a fazer grande defesa. A pressão do Cavalo de Aço, entretanto, não intimidou o River, que teve sua melhor chance aos 43: Mateus Muller arriscou de longe, e a bola bateu na trave, para alívio da torcida colorada no Frei Epifânio.

Imperatriz diminui ritmo, mas confirma vitória

Depois de um primeiro tempo intenso, Imperatriz e River voltaram para a etapa final com uma postura mais contida, e as defesas se sobressaíram nesse momento. Em um dos raros avanços, aos 16 minutos, o Cavalo de Aço quase marcou o segundo gol: após passe de Cesinha, Matheus João finalizou para fora.

Com o passar do tempo, o Imperatriz voltou ao ataque, mas encontrou dificuldades para furar o bloqueio do River. Aos 28 minutos, o Cavalo de Aço teve mais uma chance com Erison, que arriscou o chute e quase surpreendeu Flávio Henrique.

Na reta final de partida, o River avançou e esboçou uma pressão sobre o Imperatriz, que se defendeu bem e ainda ameaçou nos contragolpes. Breno, aos 45 minutos, ficou cara a cara com Flávio Henrique, mas pegou mal na bola e desperdiçou a oportunidade. O lance, entretanto, não fez falta ao Cavalo de Aço, que confirmou a vitória no Frei Epifânio.

FICHA TÉCNICA

IMPERATRIZ: Waldson; Madson, Alyson, Renan Dutra e Lorran; Adriano (Nonato), Dos Santos, Erison e Breno; Lucas Campos (Cesinha) e Matheus João (Afonso). Treinador: Paulinho Kobayashi

RIVER: Flávio Henrique; Ronald, Alex Augusto (Liniker), Wagner Silva e Mateus Muller; João Paulo, Murilo (Juliano), Matheus Lira (Desailly) e Santos; Valdo Bacabal e Cris Maranhense. Treinador: Marcelo Vilar

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.