Caso não tenha apoio

Damião Benício diz que se não tiver apoio vai deixar a presidência do Imperatriz

Com dívida de R$ 2 milhões e possibilidade de retenção de renda, Damião ameaça sair.
João Rodrigues/ Imirante Imperatriz02/03/2017 às 21h00

IMPERATRIZ – O presidente do Imperatriz Damião Benício dos Santos, admitiu, pela primeira vez, nesta sexta-feira (2), em entrevista coletiva, que pode deixar a diretoria do clube no segundo turno do Estadual, caso não tenha apoio da torcida, empresários e poder público.

O Imperatriz tem uma dívida superior a R$ 2 milhões, e a maior parte dela se transformou em ações movidas na Justiça do Trabalho, em vários Estados, por ex-jogadores de diretorias anteriores.

Falando em tom baixo e com uma expressão de preocupação, Damião Benício disse que havia sido informado de débitos, mas acabou descobrindo que o Cavalo de Aço deve a restaurantes, hotéis, empresa de ônibus, e o mais grave: ex-jogadores ingressaram com ações em vários Estados, situação que já provoca prejuízo de R$ 14 mil só na sua ida, juntamente com o advogado, a cada uma das audiências em vários locais.

“Quero que vocês lembrem que dirigi este time em 1990, 92 e 93 e não deixei nenhum real de dívida para ninguém por que o Imperatriz hoje tem dívidas que não são só do clube (...):pensões,hotéis, restaurantes, ônibus que transportou jogadores. É em todo lugar, me revolto com um troço desse, por que não pagaram o restaurante onde comeram e o hotel onde dormiram, isso é molecagem”, desabafou Damião no único momento em que elevou o tom.

O dirigente lamentou, também, que os torcedores não estejam prestigiando o time como deveriam, uma vez que o número de comparecimentos ao estádio em dias de jogos está abaixo da expectativa e muitos, ainda, só pagam meia-entrada. Há até casos de carteira de estudante falsificada.

Damião disse que conseguiu negociar com a Justiça, no primeiro turno, mas para o segundo turno acredita que as rendas poderão ser "retidas" pela Justiça, o que seria um desastre para o clube.

Proposta de apoio do poder público

Damião Benício disse que a prefeitura se comprometeu a fazer um projeto e enviá-lo à Câmara de Vereadores no qual destinaria recursos ao clube. No entanto, segundo ele, até agora a matéria nunca chegou na Câmara.

O dirigente se disse preocupado com a demora em razão das necessidades do clube, mas se comprometeu a manter o elenco, só pediu ajuda em relação a dívida das ações trabalhistas, que só após quitação o time vai poder tirar as certidões negativas.

“O salário dos jogadores eu banco, nem que eu venda o último bezerrinho que tenho em minha fazenda, mas não vou deixar dívidas para ninguém”, disse.

Leia, também:

Presidente do Imperatriz faz apelo à torcida e empresários

Damião diz que trabalha para o Imperatriz participar da Série D

Damião Benício é o novo presidente do Imperatriz

Sobre a renda, o dirigente fez uma observação: disse que, diferentemente, de outras administrações municipais de Imperatriz, a atual gestão não está dispensando a taxa de 10% do valor bruto da renda relativo ao uso do Estádio Frei Epifânio. Em outras gestões o valor era citado no borderô da partida, mas devolvido ao clube. Caso o valor fosse liberado, seria uma importante ajuda ao clube.

O futuro do Imperatriz

Ao falar, de forma mais detalhada, sobre o futuro do clube o presidente preferiu não citar em prazo para receber a ajuda, mas acabou revelando que pode deixar a diretoria cavalina.

“Eu não posso dar prazo, tenho que contar é com a boa fé dos empresários de Imperatriz e da torcida. Só digo o seguinte: se não me ajudarem eu vou cumprir esse campeonato, e depois eu abandono”, revelou. Em outro trecho anterior de sua entrevista, ele disse que poderia entregar o time no segundo turno.

“Eu concluo o primeiro turno e no segundo, não sei nem se tem pessoas interessadas porque nem campo para treinar tem(...)”, disse ocasião em que criticou a falta de campo para treinos e afirmou que enfrenta dificuldades para treinos no Estádio Frei Epifânio.

O cartola disse que prefere não pensar no pior, pois acredita que terá o apoio da torcida, empresários e poder público para realizar o sonho de levar o Imperatriz para o Campeonato Brasileiro.

Conta para receber ajuda

“Eu vou levar por que vocês torcedores vão me ajudar. Vou dar o número da conta para vocês façam os depósitos”, disse.

Em seguida, Damião divulgou a seguinte conta: Conta corrente nº 2135-5, agencia 3151 e operação 003. A conta é da Caixa Econômica Federal. Qualquer valor pode ser depositado. Quem preferir, pode procurar a loja do Imperatriz no Estádio Frei Epifânio para mais informações sobre o projeto sócio-torcedor.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.