Campeonato Maranhense

Torcedor tradicional do Imperatriz diz que clube está no caminho certo

Remy Hurtere diz que elenco é forte, mas é preciso ver na prática.
João Rodrigues/ Imirante Imperatriz12/01/2017 às 16h05

IMPERATRIZ – O professor de educação física, ex-líder de torcida organizada do Imperatriz, Remy Hurtere Dutra, disse nesta quinta-feira (12), que os torcedores estão ansiosos por uma boa participação do clube no Campeonato Maranhense 2017. A liderança alertou que o campeonato deverá ser difícil, principalmente, no segundo turno por que times tradicionais do Estado estarão reforçados.

Na avaliação do veterano torcedor, que viu o clube conquistar dois títulos estaduais (2005 e 2015) e bater na trave em algumas vezes, o elenco atual tem muitos jogadores talentosos como o meia-atacante Rubens, o lateral esquerdo Aelson e o goleiro e líder do time, Rodrigo Ramos, que ajudaram no título de 2005. Também destacou a chegada de atletas como Willian Amorim e Júnior Lacraia. E só lamentou o tempo de treino para o Estadual que, na visão dele, ainda, foi curto.

Remy não se esqueceu do empenho da diretoria atual liderada pelo empresário Damião Benício dos Santos.

“Há muito tempo o torcedor procurava pelo Damião, e ficou aquele lado da saudade devido a boa campanha do passado do Cavalo de Aço. Muitos falam que o time foi campeão, não foi, mas fez uma bela campanha e São Luís não deixou, mas o time está bom e o torcedor queria ele de volta”, observou.

A redução de apenas dois dos quatro amistosos programados, é visto com preocupação pelo ex-treinador de futebol amador, assim como ele discorda de alterações do sistema tático como a escalação de um lateral direito na lateral esquerda e vice-versa.

“Fui treinador de futebol por algum tempo, embora amador, mas gosto de treinar equipe usando o grupo todo, não por setores. Acho que tem que colocar o time para treinar junto, valendo, avaliando e, também, não gosto de colocar jogador da lateral esquerda indo para a lateral direita. Todo mundo tem que jogar na posição de origem”, encerrou.

Remy Huertere disse que vem acompanhando o noticiário diário do Cavalo de Aço e só não está indo aos treinos no Estádio Ione Tomé, o Tomezão, por ser em João Lisboa, cidade distante e por problemas de saúde, mas já faz planos para a estreia do time no Estadual.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.