Sul-Americana

Athletico-PR vence Red Bull Bragantino e é campeão

No estádio Centenário, em Montevidéu, o Furacão superou o Massa Bruta por 1 a 0 e ergue a taça da competição continental.
Com informações da CBF20/11/2021 às 19h38
Athletico-PR vence Red Bull Bragantino e é campeãoNikão fez o único gol da partida decisiva no Uruguai (Divulgação/Twitter)

MONTEVIDÉU - Furacão passou no continente! Depois de três anos, o Athletico-PR volta a vencer a Copa CONMEBOL Sul-Americana e se torna o terceiro time a conquistar dois troféus da competição. Em final brasileira, no estádio Centenário, em Montevidéu (URU), Furacão soube impor seu jogo e superou o Red Bull Bragantino por 1 a 0, gol marcado por Nikão.

Em partida marcada por poucas chances claras de gol, Athletico-PR manteve sua estratégia de contra-ataque e foi superior nas poucas oportunidades que teve em campo. O único gol da partida veio de um remanescente do título de 2018, Nikão, e foi o necessário para anular o Massa Bruta e segurar a vitória, levando a taça de volta para Curitiba.

O Jogo

Em clima de final, a partida começou com os dois times se estudando e contidos nas jogadas. O Red Bull Bragantino mantinha mais posse de bola e tinha facilidade para sair trocando passes e armando jogadas. Com o domínio inicial do Massa Bruta, o Athletico-PR optou por se fechar e esperar as oportunidades em contra-ataque.

Aos 7 minutos, surgiu o primeiro lance de perigo para o time de Bragança. Após passe de Arthur, Aderlan recebeu pela direita e cruzou na rede pelo lado de fora. Com o relógio correndo, o Massa Bruta foi perdendo força e deixando o Furacão tomar gosto pelo jogo, encaixando jogadas de contra-ataque. Em uma jogada ofensiva do Athletico-PR, Cittadini cruzou na área pela esquerda, aos 14 minutos, mas Léo Ortiz tirou o perigo fazendo o corte.

No decorrer da primeira etapa, os finalistas igualaram as oportunidades de abrir o marcador. Em escanteio fechado cobrado por Cuello, o goleiro Santos precisou aparecer para executar a defesa. Logo em seguida, Cuello apareceu de novo chutando colocado, mas mandou a bola para fora.

O único gol da partida nasceu, aos 29 minutos, de jogada característica do Athletico-PR. Pela esquerda, Terans recebeu e bateu cruzado e, após Cleiton espalmar, Nikão aparece e manda de voleio a bola para o fundo das redes.

Nos 45 minutos finais, o Athletico-PR tirou o pé do acelerador e permitiu que o Red Bull Bragantino aparecesse mais para o jogo. Mesmo atrás no marcador, o time comandado por Maurício Barbieri manteve a paciência para a criação de jogadas, buscando abertura da defesa adversária. Com menos contra-ataque, o Furacão fechou a equipe e suportou a pressão até os minutos finais de jogo. Nos acréscimos, Helinho até bateu escanteio na área e Leandrinho chegou bem para cabecear, mas a bola foi para fora.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.