Campeonato Brasileiro

Atlético Mineiro sofre, mas arranca empate contra a Chapecoense

Galo permanece na liderança isolada do Brasileirão; Chape está em último lugar.
Imirante Esporte, com informações da CBF06/10/2021 às 21h57
Atlético Mineiro sofre, mas arranca empate contra a ChapecoenseChapecoense e Atlético-MG se enfrentaram na Arena Condá. (Dinho Zanotto / AGIF)

CHAPECÓ - Tudo igual no confronto entre Chape e Galo pelo Brasileirão. Em jogo realizado na Arena Condá, em Chapecó (SC), nesta quarta-feira (6), Chapecoense e Atlético Mineiro empataram por 2 a 2. Geuvânio e Mike marcaram para a Chape, enquanto Borrero e Sasha fizeram os gols do Galo.

O resultado faz a Chapecoense chegar aos 12 pontos, mas continua na 20ª colocação. Já o Galo permanece na liderança, com 50 pontos.

O jogo

O primeiro tempo foi movimentado em Chapecó. O Galo teve o domínio territorial na partida, mas esbarrou na boa marcação da Chape. Até que aos 18 minutos, Nacho levantou a bola na grande área, a defesa da Chapecoense afastou na primeira, mas ela sobrou nos pés de Dylan Borrero, que chutou firme e abriu o placar para o Galo, isso na marca dos 18 minutos.

A Chape conseguiu o empate aos 28, quando Busanello cruzou na medida para Geuvânio, o atacante desviou, Everson defendeu, mas a bola já tinha ultrapassado a linha do gol, e após revisão do VAR, ele foi confirmado. O jogo seguiu intenso, mas no meio-campo, sem muitas oportunidades para os dois lados e o placar se manteve no intervalo.

No segundo tempo, o ritmo do jogo foi mais intenso. Logo no primeiro minuto, Everson teve que intervir para evitar a virada da Chape. Porém, ela veio aos 23 minutos: de pênalti, Mike deixou o time da casa na frente no placar.

Depois do gol do time da casa, o que se viu foi uma pressão do Galo. Aos 30, Keiller fez grande defesa evitando o empate, após chute de primeira de Dodô. Entretanto, aos 37, Calebe levantou na grande área na cabeça de Sasha, que desviou bonito para as redes.

Galo e Chape tiveram oportunidades de marcar o gol da vitória. A melhor chance foi de Anselmo Ramon, aos 46, que arriscou o chute por cobertura, em que a bola foi por cima. Já o Atlético chegou com Hulk, aos 52, cara a cara com o goleiro, o atacante chutou de direita para a fora. Com isso, o placar se manteve.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.