Olimpíada de Tóquio

Canoagem confirma três atletas em Tóquio; Erlon fica fora por lesão

Foram chamados Isaquias Queiroz,J acky Godmann e Vagner Souta.
Agência Brasil02/07/2021 às 14h36
Canoagem confirma três atletas em Tóquio; Erlon fica fora por lesãoA canoagem de velocidade do Brasíl irá à Olimpíada de Tóquio (Japão) com o Isaquias Queiroz. (Foto: Pedro Ramos /rededoesporte.gov.br)

BRASIL - A canoagem de velocidade do Brasíl irá à Olimpíada de Tóquio (Japão) com o Isaquias Queiroz, Jacky Goldman, e Vagner Souta. Medalhista na Rio 2016, o canoísta Erlon de Souza ficou de fora da relação da Confederação Brasileira de Canoagem (CBCa), anunciada nesta sexta-feira (2), pois segue em recuperação de uma lesão no quadril. Em dupla com Isaquias, Erlon conquistou prata em 2016 na prova de canoa (C2) nos 1000 metros.

O novo parceiro do baiano Isaquias Queiroz na prova C2 1000 será o conterrâneo Jacky Goldman, de 22 anos. Além da disputa em dupla, Isaquias, de 27 anos, também disputará a prova C1 1000m. Já o paranaense Vagner Souta competirá no caiaque (K1 1000m).

“Estamos muito ansiosos pelos Jogos Olímpicos, bem focado o nosso objetivo é conquistar medalhas tanto o meu quanto dos nossos adversários vamos batalhar para fazer uma boa competição, quero fazer uma ótima prova e buscar uma medalha dourada, estamos fazendo um bom treinamento para ter boas condições da equipe”, afirmou Isaquias em depoimento ao site da CBCa.

Natural da mesma cidade de Isaquias Queiroz - Ubaitaba (BA)- Jack Goldman vem treinando com o parceiro em Lagoa Santa (MG) onde ocorre a preparação olímpica. Este ano a dupla ficou em terceiro lugar na Copa do Mundo de Canoagem, na Hungria.

“Espero representar bem, trazer os melhores resultados para o Brasil, eu acho que o mais importante é isso fazer uma boa prova, pensar primeiro na semifinal, depois pensar na final e daí brigar por uma medalha”, disse Goldman.

O canoísta Vagner Souta, bronze em 2029 no Pan-Americano de Lima (Peru), disputará em Tóquio a segunda Olimpíada na carreira: na Rio 2016 ele ficou em 13º lugar na prova K4 1000m, a mesma que disputará em Tóquio.

“É um significado muito grande na minha carreira ir mais uma vez para os Jogos Olímpicos, estou muito contente, tenho trabalhado bastante me preparando para esse momento. Eu estou bem confiante, quero trazer bons frutos com o nosso desempenho quero representar bem a Canoagem Brasileira”,projeta o atleta, natural de Cascavel.

Após o anúncio da CBCa, o medalhista Erlon de Souza lamentou, em mensagem publicada no Instragram, não ter conseguido se recuperar a tempo de ir à Tóquio, revelou que passará por uma cirurgia.e que "o sonho de ir aos Jogos foi adiado para 2024".

Canoagem slalom

O Brasil também terá representantes na canoagem slalom em Tóquio: Pedro Gonçalves, o Pepê, competirá no K1 e Ana Sátila nas provas C1 e K1.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.