Campeonato Brasileiro

Bragantino derrota o líder São Paulo e abre distância do Z4

Massa Bruta abriu seis pontos de vantagem para a zona de rebaixamento; Tricolor continua na ponta do Brasileiro.
Imirante Esporte, com informações da CBF06/01/2021 às 23h48
Bragantino derrota o líder São Paulo e abre distância do Z4Jogando em casa, o Bragantino venceu o São Paulo. (Diogo Reis / AGIF)

BRAGANÇA PAULISTA - O estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP), recebeu uma partida movimentada entre Red Bull Bragantino e São Paulo, pela 28ª rodada do Brasileirão. Com grande atuação, o Massa Bruta venceu o líder do campeonato por 4 a 2 - Claudinho, Raul, Fabrício Bruno e Artur fizeram os gols do time da casa; Tchê Tchê (que foi expulso na etapa final) e Carneiro descontaram para o Tricolor.

Com o resultado positivo, o Bragantino chegou a 34 pontos - seis acima da zona de rebaixamento - e subiu para o 12º lugar. O São Paulo segue na ponta, com 56.

O jogo

Um primeiro tempo frenético em Bragança Paulista. Logo aos três minutos, o Bragantino abriu o placar após erro de passe do São Paulo - uma tônica do jogo. Ela sobrou para Claudinho, que bateu no canto e correu para o abraço. Aos 13, o Massa Bruta ampliou em arrancada de Raul, que invadiu a área e tocou na saída do goleiro. O Tricolor diminuiu rapidamente: aos 15, Tchê Tchê recebeu de Daniel Alves e mandou para a meta vazia. No entanto, os donos da casa responderam rápido e fizeram outro gol aos 18. Em cobrança de falta, Fabrício Bruno subiu mais que todo mundo e testou firme para anotar o terceiro.

O Bragantino seguiu na toda e perdeu três boas chances em sequência, com Ricardo Ryller, Artur e Cuello. Por outro lado, o São Paulo também fez suas investidas e até marcou novamente, mas a arbitragem pegou impedimento de Vitor Bueno, que passou para Brenner balançar o barbante. Inspirado, o Massa Bruta chegou ao quarto gol aos 44 minutos. Em mais uma roubada de bola no ataque, Artur recebeu entre a zaga Tricolor e tocou na saída de Tiago Volpi.

O domínio dos donos da casa persistiu na etapa final. Aos sete minutos, Tiago Volpi fez bela defesa em chute de Claudinho. Aos 12, foi a vez do goleiro fechar o ângulo de Artur e evitar um placar maior. Porém, as chances de reação do São Paulo foram diluídas ainda mais aos 15, quando Tchê Tchê levou o cartão vermelho direto por cotovelada em Cuello. A pressão continuou e o arqueiro do Tricolor salvou o time duas vezes seguidas, em finalizações de Cuello e Edimar aos 22 minutos. Aos 36, Hurtado carimbou a trave. No último lance, os visitantes balançaram a rede com Carneiro em cobrança de escanteio, mas o gol foi insuficiente para inspirar qualquer reviravolta.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.