Campeonato Brasileiro

Botafogo vence, encerra jejum e finaliza série invicta do Palmeiras

Alvinegro deixou provisoriamente a zona de rebaixamento do Brasileirão.
Imirante Esporte, com informações da CBF07/10/2020 às 23h51
Botafogo vence, encerra jejum e finaliza série invicta do PalmeirasLance do jogo entre Botafogo e Palmeiras. (Thiago Ribeiro / AGIF)

RIO DE JANEIRO - No estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ), o Botafogo venceu o Palmeiras por 2 a 1 pela 14ª rodada do Brasileirão. Os dois gols do time carioca nesta quarta-feira (7) saíram no início da etapa final e foram marcados por Pedro Raul e Caio Alexandre. Willian descontou para os visitantes e ainda perdeu um pênalti nos minutos finais.

O time da Estrela Solitária não vencia desde a quarta rodada e deixou provisoriamente a zona de rebaixamento com o triunfo. Agora, a equipe ocupa a 15ª colocação, com 15 pontos. Por outro lado, o Palmeiras perde a sua invencibilidade e fica momentaneamente no quinto lugar, com 22 e um jogo a menos.

O jogo

A partida começou equilibrada - o Palmeiras tinha mais posse de bola, mas o Botafogo fez as primeiras ameaças antes dos 20 minutos pelos pés de Rhuan. Primeiro, em chute para fora após passe de Pedro Raul. Depois, em cruzamento que passou por todo mundo. Aos 31, Patrick de Paula levou perigo à meta botafoguense em tentativa de longe. Willian deu outro susto em Diego Cavalieri com cabeceio na primeira trave em escanteio, aos 40, no último bom lance da etapa inicial.

No primeiro lance do segundo tempo, o Glorioso abriu o placar. Kevin avançou pela direita e cruzou para Pedro Raul, que completou para a rede com apenas 53 segundos. Aos cinco minutos, o Alvinegro ampliou o marcador com Caio Alexandre, que aproveitou desvio em cobrança de falta e precisou finalizar duas vezes para bater Jailson. O lance foi validado após checagem do árbitro de vídeo por possível impedimento.

O Verdão começou a reagir aos 29 minutos, quando Wesley obrigou Cavalieri a fazer grande defesa. Na sequência, aos 31, Willian recebeu passe dentro da pequena área e diminuiu. Após nova revisão do VAR, o lance foi validado. O atacante do time paulista recebeu cruzamento no lance seguinte e por muito pouco não igualou o marcador. Aos 36, ele sofreu pênalti do goleiro do Botafogo, que entrou de sola em disputa pela bola e recebeu o cartão amarelo. A jogada também foi analisada por possível posição irregular. Na cobrança, melhor para o arqueiro botafoguense, que defendeu. Os paulistas ainda pressionaram no fim em busca do empate, mas sem sucesso.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.