No Paraguai

Após 171 dias detido, Ronaldinho Gaúcho volta ao Brasil

Pentacampeão desembarcou no Rio de Janeiro; ex-jogador não deu entrevista e foi direto para sua casa na Barra da Tijuca.
Imirante.com, com informações do GE25/08/2020 às 17h41
Após 171 dias detido, Ronaldinho Gaúcho volta ao Brasil Ronaldinho Gaúcho volta ao Brasil após seis meses preso no Paraguai. (Foto: Marcos Serra / G1 )

RIO DE JANEIRO - Na tarde desta terça-feira (25), Ronaldinho Gaúcho voltou ao Brasil depois de passar 171 dias detido em Assunção, capital do Paraguai. O ex-jogador desembarcou no Aeroporto Internacional Tom Jobim, Rio de Janeiro, ao lado do irmão Roberto Assis e o advogado Sérgio Queiroz. Eles não deram entrevista e foram direto para suas casas, em um condomínio da Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio.

Ainda nesta terça, o advogado dos irmãos, Sério Queiroz, deu uma entrevista à Rádio Gaúcha, onde afirmou que estava a possibilidade de pedir uma reparação judicial ao Estado Paraguaio, por causa das "injustiças" sofridas por seus clientes.

Ronaldinho e Assis passaram 171 dias presos, acusados de portar passaportes falsos. Nesta segunda (24), uma decisão judicial permitiu que a dupla voltasse ao Brasil. Eles passaram uma última noite em Assunção esperando uma autorização sanitária para deixar o país.

Antes do embarque no avião fretado, Ronaldinho foi cercado de pessoas em busca de um autógrafo ou uma foto com o ex-jogador da seleção brasileira.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.