Futebol

Cruzeiro bate o Patrocinense e está na final do Troféu Inconfidência

Raposa decidirá título contra Uberlândia ou Boa Esporte.
Imirante Esporte, com informações do Cruzeiro EC01/08/2020 às 23h20
Cruzeiro bate o Patrocinense e está na final do Troféu InconfidênciaSem sustos, o Cruzeiro derrotou o Patrocinense no Mineirão. (Bruno Haddad / Cruzeiro EC)

BELO HORIZONTE - Jogando em casa e com amplo domínio da partida, o Cruzeiro venceu o Patrocinense com um placar elástico de 3 a 0 na tarde deste sábado, no Mineirão. Com o triunfo no confronto, o clube celeste garantiu uma vaga na final do Troféu Inconfidência.

Os gols do certame foram marcados de cabeça por Ramon aos 11 minutos, Roberson aos 31 e por Maurício aos 36.

O Cruzeiro agora aguarda seu adversário na decisão, que sairá do jogo entre Uberlândia e Boa Esporte, marcado para este domingo, às 19h.

O início da partida

Invicto desde a volta dos jogos após mais de quatro meses de suspensão das competições, o Cruzeiro entrou em campo buscando assinalar seu primeiro gol no jogo desde o apito inicial. Logo aos quatro minutos, o Cabuloso apareceu pelo meio com Stênio, que deu bom passe para Claudinho arrematar. A bola explodiu no zagueiro adversário, salvando o Patrocinense.

No minuto seguinte, Jean cobrou escanteio alto e Thiago aproveitou para desviar em direção a Stênio. Mesmo sem ângulo, o dono da camisa 19 arriscou finalização, mas a bola passou por cima do travessão, levando muito perigo ao time visitante.

Aos 21 minutos, novo escanteio cobrado por Jean. A bola viajou até Thiago “raspar” na redonda de cabeça, o suficiente para passar a centímetros do gol de Thiago Passos e morrer na linha de fundo.

Maurício desceu com muita velocidade pela esquerda aos 26 minutos. Mesmo com uma marcação pesada, conseguir se desvencilhar e bater forte. A bola desviou no adversário, quase enganando o goleiro do Patrocinense, que evitou a entrada para o fundo da rede.

Quando eram decorridos 33 minutos, Filipe Machado apareceu sozinho pela direita e arriscou uma bomba. O goleiro segurou mais uma investida celeste, espalmando a bola para a área.

Quatro minutos depois, Filipe Machado aproveitou sobra na entrada da grande área para soltar novo chute veloz de perna direita. A bola subiu rumo ao ângulo do gol do Patrocinense, passando muito perto da trave.

Lance bonito de Claudinho aos 42 minutos. O meia cinco estrelas mostrou personalidade ao driblar e limpar os adversários para bater rasteiro no lado direito de Filipe Passos, que só torceu para a bola sair para a linha de fundo.

Segundo tempo

O início da etapa final aconteceu da mesma maneira que o começo do primeiro tempo, com o Cruzeiro marcando presença ofensivamente e mantendo o Patrocinense em seu campo de defesa.

Aos 11 minutos, Filipe Machado cobrou escanteio na direita do campo. A bola desviou em Giovanni, mas Ramon subiu muito alto e cabeceou forte para abrir o marcador para o Cruzeiro.

Mostrando novamente sua qualidade nos chutes fortes, Filipe Machado arriscou mais uma bomba do “meio da rua” aos 15 minutos, passando novamente a poucos centímetros do travessão de Thiago Passos.

Quando eram decorridos 31 minutos, Adriano, que tinha acabado de entrar na partida, desceu bem pela direita e fez cruzamento certeiro para Roberson finalizar de cabeça e ampliar o placar para o Cruzeiro.

Apenas cinco minutos depois, João Lucas chegou pela esquerda e cruzou tentando achar alguém na área. A defesa adversária se atrapalhou e Maurício aproveitou a deixa para fazer de cabeça o terceiro gol celeste.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.