Entre julho e dezembro

Devido à pandemia, COB enviará 200 atletas para treinarem na Europa

Primeira parada será em Portugal, que conseguiu controlar a Covid-19.
Agência Brasil02/06/2020 às 17h32
Devido à pandemia, COB enviará 200 atletas para treinarem na EuropaA medida, publicada no site do COB, faz parte do Programa Emergencial de Apoio ao Sistema Olímpico. ( Foto: fernando frazão / Agência Brasil)

BRASIL - O Comitê Olímpico Brasileiro (COB) decidiu que 200 atletas irão treinar na Europa, entre julho e dezembro deste ano. Devido ao isolamento social e às demais medidas para conter a disseminação do novo coronavírus (Covid-19), boa parte do atletas foram obrigados a interromper a preparação física de alto rendimento. A medida, publicada no site do COB, faz parte do Programa Emergencial de Apoio ao Sistema Olímpico, que teve início em 18 de maio, data que marcou dois meses de isolamento social.

O primeiro destino do atletas brasileiros será Portugal, escolhido pelo COB por apresentar números positivos no que diz respeito ao combate à covid-19. Além disso, Portugal também será a base principal de aclimatação do Time Brasil para os Jogos Olímpicos de Paris 2024.

De acordo com o vice-presidente do COB, Marco Antônio La Porta Júnior, o objetivo é manter os atletas em um ambiente seguro.

“Para o COB é preocupante ver nossos atletas sem condição de treinamento em virtude da necessidade real de mantermos o isolamento para controle da pandemia no país. Sabemos o quão importante é vencermos a batalha contra o coronavírus, ao mesmo tempo que trabalhamos para que o Time Brasil esteja em pé de igualdade com seus principais adversários”.

Os custos - passagens, hospedagens e alimentação - serão pagos pelo COB durante seis meses. A verba destinada ao pagamento destas despesas sairá do Programa de Preparação Olímpica, proveniente da Lei das Loterias, que prevê um orçamento de R$ 15 milhões para a entidade.

Além da chamada Missão Portugal, o COB vai destinar R$ 7 milhões às Confederações Olímpicas, de forma igualitária, para o combate à pandemia de covid-19. Este aporte servirá para aquisição, por exemplo, de testes e equipamentos de proteção individual (EPIs).

O Programa Emergencial de Apoio ao Sistema Olímpico também confirmou a liberação de R$ 10 milhões para projetos ligados à área de desenvolvimento esportivo junto às Confederações.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.