Campeonato Brasileiro

Luxemburgo exalta atuação do Vasco em clássico e quer elenco pensando grande

O Cruz-maltino abriu vantagem na luta contra o rebaixamento e já sonha com G6.
Imirante Esporte, com informações do CR Vasco da Gama17/10/2019 às 20h45
Luxemburgo exalta atuação do Vasco em clássico e quer elenco pensando grandeVanderlei Luxemburgo, técnico do Vasco. (Rafael Ribeiro / CR Vasco da Gama)

RIO DE JANEIRO - A vitória do Vasco no clássico diante do Botafogo deixou o técnico Vanderlei Luxemburgo muito feliz. O comportamento do time durante os 90 minutos deixou o comandante feliz. O treinador fez uma análise do jogo e ressaltou que o Cruz-maltino teve uma "atuação de clássico" e que os jogadores do elenco podem pensar grande neste Campeonato Brasileiro.

"Tivemos atuação de clássico. Erramos, acertamos. Sabíamos que era um jogo decisivo. Colocamos oito pontos na zona de rebaixamento e sete pontos para a Libertadores. Agora, temos de pensar como sempre pensei. Ainda não saímos da confusão, mas avançamos. Cabeça de quem joga no Vasco é uma cabeça de grandeza. Queremos sair da zona da confusão, não saímos ainda, mas começo a dar uma olhadinha para cima. Tenho de olhar para onde estou mais próximo. Vou olhar para cima, com respeito, trabalho", disse Luxa, antes de analisar o jogo.

"Fizemos dois gols muito rápido e tomamos um gol de bola parada. Aí as pessoas falam isso. Treinamos para caramba isso. O Botafogo tem uma bola parada. Tem o Cícero, jogadores que entram bem. Às vezes é virtude do outro. O Botafogo criou uma estratégia de jogo em que a bola ia muito por cima, no Diego. O Diego é muito forte, pesado, e disputa muito bem a bola em cima. Corrigimos no intervalo, porque estavam preocupados em marcar Diego. Passamos a fechar a segunda bola".

Luxa também elogiou muito os garotos Bruno Gomes, autor do primeiro gol e eleito o melhor em campo, e Gabriel Pec, que entrou na segunda etapa. O treinador ainda analisou a estreia do colombiano Guarin, que jogou os minutos finais.

"Fico muito feliz quando vejo o Bruno, 17 anos, nem aí para o jogo. O Pec também, a mesma coisa. Entra no jogo e parece que está jogando futebol há muito tempo. Esse é o trabalho que pode recuperar o Vasco. Jovens jogadores sendo lançados. Foi boa também a entrada do Guarín. Acho que já deu para mostrar a qualidade dele. Jogador que eu não teria medo algum de botar 15 ou 20 minutos para jogar. O lastro e a experiência que ele tem, a força física, nenhum problema", disse o treinador.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.