Futebol

Alberto Valentim é apresentado como novo treinador do Botafogo

Comandante alvinegro já projetou o clássico diante do Vasco, pelo Brasileirão.
Imirante Esporte, com informações do Botafogo FR14/10/2019 às 19h51
Alberto Valentim é apresentado como novo treinador do BotafogoAlberto Valentim, técnico do Botafogo. (Vitor Silva / Botafogo FR)

RIO DE JANEIRO - O dia foi de apresentação oficial do novo treinador do Botafogo no Estádio Nilton Santos. Alberto Valentim, campeão carioca em 2018 no Glorioso, retorna ao comanda da equipe com a mesma fome de trabalho que o fez conquistar seu primeiro título como treinador na carreira. Alberto foi apresentado pelo VP de Futebol Gustavo Noronha, que valorizou o retorno do profissional, a primeira opção da diretoria desde o início. Valentim, que acompanhou a delegação na partida dainte do Palmeiras, em São Paulo, falou sobre a satisfação de novamente representar o Botafogo e espera corresponder juntamente com os atletas. Trabalho não faltará. O primeiro desafio será já na quarta-feira, diante do Vasco, às 21h30, em São Januário.

"Primeiro por ter sido feliz aqui, por ter sido campeão aqui, por grande parte do elenco continuar aqui, grande parte das pessoas que estavam aqui ano passado continuam, e saber que a gente pode fazer um campeonato muito melhor do que o Botafogo está fazendo até agora. Faço agora parte diretamente desse elenco e dessa responsabilidade de colocar o Botafogo em uma posição melhor. A diretoria está fazendo todo o possível para regularizar salários. E foram esses os motivos que me fizeram voltar. Estou doido para começar a trabalhar", disse Valentim.

O treinador também destacou a relação especial que criou com o Botafogo, equipe por onde conquistou seu primeiro título como técnico. Fica a boa lembrança e a motivação ainda maior por um novo trabalho satisfatório. O treinador também recordou bons trabalhos feitos em Palmeiras e Vasco.

"Foi o meu primeiro título, marcante, sem dúvida foi um dos meus melhores (trabalhos). No Palmeiras fiz um trabalho muito bom também, peguei a equipe em quinto lugar se não me engano e cheguei a segundo colocado no Brasileirão de 2017, quando o campeonato ainda estava praticamente definido para o Corinthians, e a gente reacendeu. No Vasco também fiz um bom trabalho, acredito eu. Consegui ser campeão invicto da Taça Guanabara e fui perder um clássico somente na final do Carioca. Mas, sem dúvida, a mais marcante, a que me deixou mais feliz, a que me trouxe uma medalha no peito foi o título no ano passado aqui no Botafogo", relembrou.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.