Dívida

Corinthians pede retirada da Arena do Serasa

O clube também tenta renegociação do débito com o banco.
Imirante Esporte05/10/2019 às 16h20
Corinthians pede retirada da Arena do SerasaFoto: Divulgação

Para resolver o problema que envolve o pagamento da Arena, o Corinthians está negociando uma reaproximação com a Caixa Econômica Federal, mas também se defende na Justiça. Na última sexta-feira (4), o clube apresentou embargos à execução da dívida com a estatal e alega que existem valores indevidos sendo cobrados como juros excessivos e em duplicidade.

Por meios jurídicos, o Timão quer a suspensão da dívida e que haja a retirada da Arena Itaquera S/A do Serasa e uma audiência de conciliação. Durante algumas conversas com a Caixa Econômica, o time tentou formalizar um acordo verbal que possuía com o banco sobre pagamento de menores prestações nos meses em que há menos jogos no estádio, de novembro a fevereiro.

Segundo o banco, o Corinthians deve seis parcelas deste ano do pagamento mensal que fazia a estatal. Os documentos apresentados pela Caixa à Justiça só confirmam o valor entregue de duas parcelas (janeiro e fevereiro). Já de acordo com o Corinthians, o time paulista já quitou R$ 170 milhões dos R$ 400 milhões emprestados para a construção do estádio. A Caixa Econômica alega que o montante supera R$ 520 milhões.

Enquanto a dívida não é resolvida, o Corinthians vem subindo na tabela do Campeonato Brasileiro e se prepara para enfrentar o Grêmio na noite deste sábado (5), às 19h (de Brasília), na arena do Tricolor, pela 23ª rodada.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.