Copa América

Tite fala em evolução e maturidade do Brasil após empate com a Venezuela

Para o comandante brasileiro, o tropeço em Salvador serve como aprendizado.
Imirante Esporte, com informações da CBF19/06/2019 às 22h01
Tite fala em evolução e maturidade do Brasil após empate com a VenezuelaTite, técnico da Seleção Brasileira. (Lucas Figueiredo / CBF)

SALVADOR - O empate sem gols contra a Venezuela na Arena Fonte Nova não agradou o torcedor nas arquibancadas e nem os jogadores e técnico da Seleção Brasileira, Tite. O Brasil teve controle do jogo, criou situações de gol, fez dois gols corretamente anulados após consulta ao VAR, teve que lidar com a pressão do torcedor e com a ansiedade para buscar uma situação que o garantisse à frente no placar.

Segundo o comandante brasileiro, o revés diante da Venezuela é um aprendizado que a equipe deve encarar como parte do processo de maturidade a se passar dentro da Copa América.

"Nós tivemos muito volume de jogo, mas não fomos efetivos. Momentos como o de hoje nos fazem crescer. Não fomos muito criativos. Poderíamos ter finalizado mais. Temos muitas condições de evoluir, melhorar", explicou Tite em coletiva de imprensa após a partida.

O torcedor nas arquibancadas da Fonte Nova apoiou o time na maior parte do tempo, mas também sentiu a falta de gols e o forte jogo defensivo do adversário.

"Nós temos que compreender o comportamento do torcedor. Ele também quer gol tanto quanto nós. É muito compreensível a sua insatisfação", opinou o técnico.

A Seleção Brasileira convocada para a Copa América é pautada no equilíbrio entre a juventude e a experiência. A noite na Arena Fonte Nova serviu para o time ganhar mais maturidade, aprendendo a lidar com as situações adversas que o torneio sul-americano apresenta.

"Atleta tem que trabalhar na pressão, saber lidar com isso. Hoje, mesmo com toda vontade de fazer o resultado, a equipe se manteve organizada, não fugiu do seu jeito de jogar. Isso mostra a maturidade da equipe dentro da competição".

Tite explicou que os trabalhos táticos no decorrer da semana ajudarão a trazer mais naturalidade nos movimentos ofensivos. Setor no qual o treinador acredita que pode mudar o patamar de jogo brasileiro, devido a versatilidade e talento de suas peças.

"Precisamos, sim, de um futebol mais vistoso. É a nossa característica e vamos sempre buscar isso".

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.