Campeonato Brasileiro

Com reservas e recorde de público, Flamengo derrota a Chapecoense no Maracanã

Diante de 60 mil torcedores, recorde nesta edição do Brasileiro, o Rubro-Negro conquistou a segunda vitória no torneio.
Imirante Esporte, com informações da CBF12/05/2019 às 13h26
Com reservas e recorde de público, Flamengo derrota a Chapecoense no MaracanãO Flamengo venceu a Chapecoense em duelo da 4ª rodada do Brasileirão. (Alexandre Vidal / CR Flamengo)

RIO DE JANEIRO - Domingo de sol, Maracanã e Flamengo: um dos cenários que traduz o Rio de Janeiro. E na manhã deste domingo (12), pela quarta rodada do Brasileirão, o Rubro-Negro não decepcionou os mais de 60 mil expectadores no estádio, se impôs com o time reserva e venceu a Chapecoense por 2 a 1. Vitinho e Lincoln marcaram os gols do triunfo. O zagueiro Gum fez o da Chape A partida ainda bateu o recorde de público da Série A 2019.

Com o resultado, o Flamengo sobe momentaneamente para a quarta posição na tabela, com sete pontos. A Chapecoense, por outro lado, está em 12º, com quatro pontos. A quarta rodada do Brasileirão ainda tem mais seis jogos neste domingo (11).

O jogo das 11h começou quente no Rio de Janeiro. Flamengo e Chape não abdicaram de atacar. Mas a pressão rubro-negra foi mais eficiente no início. Logo aos sete minutos, Trauco deu passe açucarado para Vitinho, que saiu cara a cara com Tiepo e abriu o placar. Na casa dos 19, Diego cobrou falta da entrada da área, a bola passou raspando na trave e arrancou o "uhhhhh" da torcida. A Chape chegou bem aos 31 minutos, assustando o Flamengo: Régis chutou forte de fora da área e Diego Alves defendeu. Já nos acréscimos da etapa inicial, brilhou a estrela de Tiego. Primeiro ao defender pênalti cobrado por Diego. Depois, no rebote, o camisa 10 da Gávea mandou um voleio, mas Tiego pegou de novo.

A Chapecoense começou em cima do Flamengo no segundo tempo. Porém depois de uma ou outra investida dos visitantes, o Fla respondeu e ampliou a vantagem. Aos seis minutos, Berrío escorou para Ronaldo, que cruzou pra dentro da área, rasteiro, e Lincoln chegou de carrinho completando para o fundo das redes. Mais presente no ataque e com amplo domínio de bola, o Fla por pouco não fez o terceiro aos 16 minutos. Berrío arrancou em velocidade pela direita e cruzou rasteiro, Lincoln chegou batendo e Tiepo defendeu. Na casa dos 33 minutos, Bruno Henrique, que acabara de entrar, recebeu passe em velocidade. Mas acabou travado na hora da finalização. Ele estava cara a cara com Tiepo. A Chapecoense teve sua melhor chance do jogo aos 37 minutos. Rildo desviou chute de Elicarlos no meio do caminho, e Diego Alves defendeu no reflexo, arrancando aplausos da torcida. Nos acréscimos, a Chapecoense ainda diminuiu com Gum, que cabeceio forte após cobrança de escanteio.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.