Reforço rubro-negro

Flamengo apresenta oficialmente zagueiro Rodrigo Caio

Primeiro reforço de 2019, o jogador veste a camisa de número três.
Imirante Esporte, com informações do CR Flamengo03/01/2019 às 15h05
Flamengo apresenta oficialmente zagueiro Rodrigo CaioNovo zagueiro do Flamengo, Rodrigo Caio foi apresentado oficialmente nesta quinta (3). (Foto: Divulgação / CR Flamengo)

RIO DE JANEIRO - Nesta quinta-feira (3), o jogador Rodrigo Caio foi apresentado oficialmente no Flamengo. Primeiro reforço para a temporada de 2019, o zagueiro falou com os jornalistas na sala de imprensa do Centro de Treinamento George Helal, logo após realizar diversos testes físicos no campo e médicos no CEP FLA. O jogador de 23 anos fez testes cardíacos, de sangue e resistência. Os demais companheiros, sempre ao seu lado, passaram a manhã apoiando e incentivando. Antes de ir ao campo, trocou palavras com Juan, o mais experiente do grupo, e, como ele próprio definiu, "um ídolo".

Leia também: Flamengo anuncia contratação de Rodrigo Caio, ex-zagueiro do São Paulo

Rodrigo Caio vestirá a camisa três, que não estava sendo utilizada no time. Ele viaja para Orlando e já participará da Florida Cup, primeira competição do ano. A estreia será no dia 10, contra o Ajax.

Confira alguns trechos da coletiva do jogador:

Por que o Flamengo?

"Quem não sonha um dia em jogar no Flamengo? Os jogadores têm esse sonho, acredito que a grande maioria tem. É pelo Flamengo, pela estrutura e pelo que o time representa no futebol brasileiro e mundial. É uma grande oportunidade para mim. Fico muito motivado e agradecido pela chance. Tive uma passagem muito boa no São Paulo, onde fiz o meu melhor e cheguei à seleção. Mas hoje defendo o Manto do Flamengo e fica a minha gratidão ao São Paulo, pelo que representou na minha carreira. Hoje encerro esse ciclo e venho para cá para ser campeão. Essa é a minha vida", garantiu.

Primeiro dia

"Eu tive uma pequena conversa com o Abel e fico feliz em trabalhar com ele. É um cara muito correto e um grande treinador. O Juan é um ídolo para mim, sempre me espelhei nele pelo estilo de jogo, pela forma como ele encara o futebol tenho certeza de que vou aprender muito ao seu lado. Vamos todos juntos em busca das conquistas e de colocar o Flamengo onde ele merece estar", destacou o jogador.

Contribuição

"Dispensamos comentários sobre a qualidade dos jogadores do Flamengo. Claro que aqui a cobrança é muito alta. Entramos na temporada com essa cobrança, com essa qualidade. O Abel nos disse sobre a cobrança que terá da parte dele. Encaramos de forma natural, pois precisamos focar em trabalhar e corresponder dentro de campo. Não tem fórmula mágica. É o trabalho dentro de campo, a seriedade e, desta forma, vamos chegar nos nossos objetivos que é brigar por títulos", disse.

Estrutura

"Tudo aqui é a favor para você tomar uma decisão e vir para o clube. No primeiro momento que tive o contato com o Flamengo, eu disse que seria a prioridade. Pela grandeza, pelo time, pela torcida, tudo motivo qualquer jogador. Só posso retribuir dentro de campo com muita dedicação e honrando a camisa", garantiu o jogador.

Novo Centro de Treinamento do Flamengo

"É sensacional. A última vez que vim aqui foi nas Olimpíadas, em 2016. Agora que vi como está, me surpreendi. Vamos aproveitar muito essa estrutura. Todo o suporte que o Flamengo dará dentro de campo ajudará os jogadores e tenho certeza de que será um ano iluminado", ressaltou.

Condições físicas

"Infelizmente, ano passado foi difícil pra mim, um dos piores da carreira. Estava brigando por vaga na copa, mas tive uma lesão inesperada e fiquei distante do sonho. Estou recuperado, me sinto 100% pronto para jogar e fazer meu trabalho. Tenho certeza de 2019 será uma temporada muito especial e vou honrar essa camisa", disse.

Recado para torcida

"Acho que a cobrança da torcida é muito importante e válida. Te faz crescer como jogador. Sempre fui muito cobrado e sempre encarei isso como algo construtivo. A torcida é muito fanática. Chegar no estádio e ver a torcida dando a vida motiva demais os jogadores. Espero que os torcedores estejam do nosso lado nos momentos, porque vamos lutar por eles", contou.

Fair Play

"A história do fair play ficou mal explicada e mal entendida. Eu não sou um bonzinho. Eu sou justo. Procuro ser justo nas minhas atitudes e sempre fui assim. Mas, em campo, eu jogo duro e leal. Aqui, não tenho dúvidas de que a cobrança será muito alta, já vi no olhar mesmo. Um cobra o outro para ser melhor. É uma cobrança sadia. Eu venho para ajudar e ser mais um jogador. Podem contar comigo para o que der e o vier", finalizou o jogador.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.