Mundial de Vôlei

Brasil encerra primeira fase do Mundial com vitória sobre o Cazaquistão

Em busca do título inédito, a Seleção Feminina conquistou o seu quarto triunfo na competição.
Imirante Esporte, com informações da CBV04/10/2018 às 21h48
Brasil encerra primeira fase do Mundial com vitória sobre o CazaquistãoA Seleção Brasileira derrotou o Cazaquistão em Hamamatsu. (Divulgação / FIVB)

HAMAMATSU (JAPÃO) - A seleção brasileira feminina de vôlei encerrou a primeira fase do Campeonato Mundial com vitória. Nesta quinta-feira (4), as brasileiras superaram ao Cazaquistão por 3 sets a 0 (25/11, 25/20 e 25/13), em Hamamatsu, no Japão. O time verde e amarelo alcançou o quarto resultado positivo na competição. A equipe do treinador José Roberto Guimarães luta por um título inédito.

As brasileiras terminaram a primeira fase do Mundial em segundo lugar no grupo D, com 12 pontos (quatro resultados positivos e um negativo). A Sérvia ficou na liderança, com 15 pontos (cinco vitórias), a República Dominicana finalizou em terceiro lugar, com nove, e Porto Rico em quarto, com seis. As quatro seleções passaram para a segunda fase. As outras equipes do grupo, Quênia e Cazaquistão, foram eliminadas.

Na próxima fase, o Brasil jogará na cidade de Nagoya e formará o grupo E ao lado da Sérvia, República Dominicana e Porto Rico (qualificadas pelo grupo D) e Holanda, Japão, Alemanha e México (classificadas pelo grupo A). Cada equipe disputará quatro jogos não repetindo os adversários da primeira fase, portanto o Brasil duelará com as alemãs, mexicanas, holandesas e japonesas. Ao final dessa fase, as três melhores classificadas passarão à terceira etapa. Além disso, as seleções começam a segunda fase com os pontos acumulados da primeira.

O Brasil estreará na segunda semana na madrugada do próximo domingo (7), à 1h25h (horário de Brasília), contra a Alemanha.

O treinador José Roberto Guimarães comentou sobre os próximos desafios do Brasil na competição.

“É um grupo perigoso. Alemanha, Japão e Holanda têm muito volume de jogo. Talvez o México seja o time tecnicamente mais novo. Já os outros outros vão requerer uma performance importante de bloqueio e defesa e um saque preciso e agressivo. Só a Holanda ainda não perdeu entre os nossos adversários na próxima etapa. Nessa fase cada jogo será uma final para o nosso time”, afirmou José Roberto Guimarães.

Maior pontuadora na vitória do Brasil sobre o Cazaquistão, com 14 pontos, a oposta Tandara fez uma análise sobre a participação as brasileiras na competição.

“A primeira fase foi muito importante para nossa equipe. Tivemos um tropeço com a Sérvia, no qual perdemos um jogo que poderíamos ter jogado melhor. Essa partida serviu de aprendizado e fizemos jogos melhores com o Quênia e o Cazaquistão. Agora, já temos que pensar na próxima fase, com novos adversários e desafios, e vamos para cima”, garantiu Tandara.

O jogo

A partida começou equilibrada. Com um ponto de saque da ponteira Gabi, o Brasil fez 6/4. O time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico com três de vantagem (8/5). A levantadora Dani Lins fez um ponto de saque e o Brasil abriu cinco pontos (11/6). Bem no bloqueio, as brasileiras fizeram 15/7. A equipe do treinador José Roberto Guimarães dominou a parcial até o final e venceu o primeiro set por 25/11.

O Brasil seguiu melhor no início do segundo set e fez 4/1. Depois de um ponto de contra-ataque da ponteira Fê Garay, as brasileiras foram para o primeiro tempo técnico com quatro de vantagem (8/4). Bem no saque, as cazaques deixaram tudo igual no placar (9/9). O Cazaquistão fez dois pontos de saque e abriu vantagem no marcador (12/10). O treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralisação fez bem as brasileiras que conseguiram quatro pontos seguidos (14/12). O bloqueio do Brasil voltou a funcionar e a diferença no placar foi para quatro pontos (20/16). As brasileiras seguiram melhores e venceram o segundo set por 25/20.

O Brasil começou com duas alterações para o terceiro set. Entraram Adenízia e Natália e saíram, respectivamente, Carol e Gabi. O time verde e amarelo manteve o bom momento e fez 6/1 com um ponto de bloqueio da oposta Tandara. A ponteira Fernanda Garay conseguiu uma boa sequência de saques e o time verde e amarelo aumentou a diferença no placar para oito pontos (12/4). O Brasil dominou a parcial e foi para o segundo tempo técnico vencendo por 16/7. As brasileiras fecharam o set por 25/13 e o jogo por 3 sets a 0.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2018 - Todos os direitos reservados.