Copa Sul-Americana

Bahia derrota o Botafogo e abre vantagem na Sul-Americana

Contando com o apoio da torcida na Fonte Nova, o Tricolor abriu vantagem sobre o Alvinegro.
Imirante Esporte, com informações do EC Bahia20/09/2018 às 23h49
Bahia derrota o Botafogo e abre vantagem na Sul-AmericanaJogando em casa, o Bahia bateu o Botafogo. (Divulgação / Conmebol)

SALVADOR - Com raça, o Bahia abriu vantagem contra o Botafogo (RJ) na luta por uma vaga nas quartas de final da Copa Sul-Americana. Na noite desta quinta-feira (20), na Fonte Nova, pela partida de ida das oitavas de final, o Tricolor bateu o time carioca por 2 a 1, com gols de Ramires e Clayton.

Com o resultado, para avançar de fase, o Bahia precisa de um empate, na partida de volta, dia 3 de outubro, no Engenhão, para ficar com a vaga. Derrota por 1 a 0 dá a classificação ao Botafogo, por conta do gol marcado fora de casa. Novo 2 a 1 leva o confronto para a disputa de pênaltis.

Após o compromisso desta quinta-feira pela competição continental, o Bahia agora volta suas atenções para o duelo de segunda-feira (24), pelo Brasileirão, contra o Vasco, no Rio de Janeiro.

O jogo

Com Clayton fazendo sua primeira partida como titular, após o corte de Gilberto de última hora por um incômodo muscular, o Bahia começou o jogo na Fonte Nova imprimindo um ritmo forte, com marcação alta e sem deixar o Botafogo tocar a bola. E logo cedo a estratégia rendeu frutos. Depois de a zaga carioca cortar mal um cruzamento de Nino, a bola sobrou para o garoto Ramires, na entrada da área, emendar de primeira, com força, para marcar seu primeiro gol com a camisa profissional do Tricolor, aos 4 minutos.

Mesmo à frente no placar, o Bahia não diminuiu o ritmo e seguiu pressionando o adversário em seu campo de defesa. A partir dos 20, contudo, o alvinegro se acertou em campo e teve três boas chances de empatar, com o travessão e a trave salvando o Tricolor por duas vezes.

Somente depois dos 30 o Bahia voltou a criar bons lances e por pouco não ampliou o placar. Aos 33, Nino aproveitou uma bola espirrada e ficou de cara com o gol, mas tentou o chute de primeira e mandou para fora. Aos 34, Edigar Junio puxou contra-ataque e chutou raspando a trave, da entrada da área. Já aos 38, depois de cruzamento de Léo, Clayton cabeceou no cantinho e exigiu grande defesa do goleiro.

O 2o tempo começou com Vinícius no lugar de Zé Rafael e um jogo extremamente movimentado, com chances de lado a lado. Aos 2, após cobrança de escanteio e desvio no primeiro pau, por pouco Grolli não tocou para o gol, em cima da linha.

Aos 9 e aos 10, contudo, foi a vez do Tricolor sofrer uma forte pressão do Botafogo, que viu Douglas espalmar para fora uma cobrança de falta e depois, no escanteio, contou com uma jogada acrobática de Lucas Fonseca salvando um gol em cima da linha.

Aos 14, em novo escanteio batido por Vinícius, Clayton tocou de cabeça no primeiro pau e ampliou para o Bahia, marcando também seu gol e estreia com a camisa Tricolor. Quando parecia que tudo ficaria mais tranquilo para o Tricolor, logo em seguida o Botafogo diminuiu, aos 16, com Rodrigo Pimpão.

O Bahia não conseguiu se encontrar no jogo e o Botafogo só não empatou porque Douglas fez três espetaculares defesas, a melhor delas numa cabeçada a queima-roupa do zagueiro Marcelo Benevenuto, aos 22.

Aos 30, o lateral Léo foi expulso em lance confuso da arbitragem. Com um a menos, o Bahia passou apenas a se defender e lutou pelo triunfo até o fim, comemorado pela torcida ao apito final do juiz.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.