Copa Sul-Americana

São Paulo vence no tempo normal, mas Colón avança nos pênaltis

O Tricolor foi eliminado na segunda fase da Copa Sul-Americana.
Imirante Esporte, com informações do São Paulo FC17/08/2018 às 00h31
São Paulo vence no tempo normal, mas Colón avança nos pênaltisO São Paulo deixou a Sul-Americana após derrota nos pênaltis para o Colón, da Argentina. (Divulgação / Conmebol)

SANTA FÉ (ARGENTINA) - O São Paulo caiu de pé na Sul-Americana de 2018. Nos pênaltis (5 a 3), após bater o Colón-ARG por 1 a 0 no tempo regulamentar e devolver o placar no confronto de ida, o Tricolor se despediu na segunda fase da competição continental na noite desta quinta-feira (16). O revés em Santa Fé, porém, não diminuiu mais uma atuação valente do time na temporada: a equipe brasileira dominou a maior parte do jogo.

Com o fim da participação no torneio internacional, o Tricolor retomará a disputa do Campeonato Brasileiro no próximo final de semana. Líder, o São Paulo receberá a Chapecoense no domingo (19), às 19h, no Morumbi, em duelo válido pela rodada de encerramento do primeiro turno.

O jogo

No primeiro tempo, o São Paulo encarou os donos da casa de igual para igual, batalhou e por pouco não balançou as redes antes do intervalo: Nene, em cobrança de falta frontal na entrada da área, carimbou o travessão.

Na volta para a segunda etapa, o treinador uruguaio promoveu duas alterações: Bruno Peres e Everton entraram nos lugares de Araruna e Lucas Fernandes, respectivamente. Em busca da classificação, o time são-paulino tentou atacar o rival e quase abriu o placar justamente com Everton: o camisa 22 encobriu o goleiro, mas a defesa cortou em cima da linha.

E foi assim, com uma postura mais ofensiva, que o São Paulo largou na frente com um golaço de Liziero aos 26 minutos: o jovem volante aproveitou sobra na entrada da área e acertou um lindo chute, certeiro, sem chances para o goleiro.

Quando era melhor no confronto, o São Paulo sofreu uma baixa: Liziero, com fortes câimbras, teve que atuar no sacrifício até os instantes finais para não deixar a equipe brasileira com apenas dez jogadores em campo – Tréllez já havia herdado a vaga de Gonzalo. O meio-campista foi valente e lutou contra as dores até os acréscimos para ajudar os companheiros.

Mesmo assim, o São Paulo ainda assustou, mas a decisão foi para as penalidades máximas. Nene, Reinaldo e Hudson converteram. Bruno Alves parou na defesa do arqueiro argentino, que defendeu com o pé, e o Tricolor acabou derrotado por 5 a 3 nos pênaltis.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.