Na Fonte Nova

Bahia e Palmeiras ficam no 0 a 0 pela Copa do Brasil

Com o resultado, o Bahia vai para o jogo de volta, no dia 16, na Arena Palmeiras.
Imirante Esporte, com informações do Bahia02/08/2018 às 21h57
Bahia e Palmeiras ficam no 0 a 0 pela Copa do Brasil Novo empate, por qualquer placar, leva a decisão para os pênaltis. (Foto: Felipe Oliveira / Bahia)

SALVADOR - Num jogo que até teve algumas chances de gol Palmeiras e Bahia ficaram no empate em 0 a 0, na noite desta quinta-feira (2), na Fonte Nova, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil 2018.

Com o resultado, o Bahia vai para o jogo de volta, no dia 16, na Arena Palmeiras, precisando de um triunfo para ficar com uma inédita vaga nas semifinais. Novo empate, por qualquer placar, leva a decisão para os pênaltis.

Leia também:

Flamengo contrata o volante Piris da Motta

Com defesa em baixa, Sampaio terá goleiro reserva diante do Criciúma (SC)

Sem tempo para descanso, o Bahia agora volta suas atenções para o Brasileirão. No domingo (5), às 19h, a equipe visita o Fluminense, no Maracanã.

O jogo

O jogo começou com o Palmeiras pressionando, variando a marcação avançada e as saídas rápidas em contra-ataque. Enquanto isso, o Bahia apostava na troca de passes e nas chegadas pelas laterais para chegar ao gol.

Nesse panorama, melhor para o time paulista que criou ao menos três grandes chances de abrir o placar, a primeira logo a um minuto, em chute cara a cara de Dudu, salvo por uma ótima defesa de Anderson. As outras oportunidades foram com Deyverson, que aos 14 mandou uma bicicleta raspando a trave, e aos 22 viu Tiago salvar de carrinho um chute de dentro da pequena área.

Passado o susto, dos 25 em diante foi o Bahia quem controlou mais as ações e criou as melhores chances, apoiado pelos 27 mil torcedores no estádio. Além de levar sempre perigo na bola parada, o Esquadrão teve sua melhor oportunidade em um grande contra-ataque puxado por Zé Rafael, que deixou Gilberto livre para chutar de primeira, mas o atacante mandou para fora.

O bom ritmo da etapa inicial não foi quebrado no segundo tempo, com o Palmeiras sempre perigoso, mas com o Bahia ainda criando as melhores chances. Antes mesmo dos 10 minutos, foram três: numa cabeçada de Gilberto, e outras duas em chutes de Edigar Junio de dentro da área.

O duelo seguiu depois equilibrado, até que aos 24 minutos, em contra-ataque rápido do Palmeiras, Mena derrubou o atacante alviverde na área e o árbitro marcou pênalti, expulsando o lateral Tricolor. Após solicitar o auxílio do árbitro de vídeo (VAR), o juiz voltou atrás no cartão vermelho, mas manteve a decisão do penal. Na cobrança, contudo, a Fonte Nova cresceu e Bruno Henrique mandou a bola no travessão.

O Esquadrão voltou a dominar as ações e o Palmeiras se acuou, voltando a apostar em sua transição veloz, mas sem oferecer muito perigo. O Bahia pressionou o adversário até o fim, mas não conseguiu superar a forte defesa. No fim, mesmo com o 0 a 0, a torcida reconheceu a raça do time e aplaudiu seu desempenho.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.