Campeonato Brasileiro

Abel Braga lamenta gols perdidos pelo Fluminense contra o Atlético (MG)

O Tricolor foi derrotado pelo Galo no Independência, em duelo válido pelo Brasileirão.
Imirante Esporte, com informações do Fluminense FC11/06/2018 às 22h03
Abel Braga lamenta gols perdidos pelo Fluminense contra o Atlético (MG)Mailson Santana / Fluminense FC

BELO HORIZONTE - Para o técnico Abel Braga, faltou ao Fluminense "ser mais cirúrgico" para conquistar um resultado melhor do que a derrota por 5 a 2 para o Atlético-MG, em Belo Horizonte. Ressaltando que o placar elástico não correspondeu ao equilíbrio da partida, o treinador afirmou que a história seria outra caso o Tricolor aproveitasse as oportunidades que teve quando o jogo estava 2 a 2. Abel disse ainda que se surpreendeu positivamente com o desempenho da equipe.

"Não saio contente, obviamente, mas o que vi minha equipe jogar foi mais do que eu esperava. Saio desapontado com o resultado, mas não com nossa atuação", disse Abel, ao lembrar que colocou em campo vários jogadores sem ritmo de jogo.

"O Ibañez não jogava há muito tempo, o Ayrton também, o Gilberto se machucou no primeiro tempo, o Douglas foi o segundo jogo como titular. A gente achou que faltaria ritmo, pegada, mas não faltou nada disso. Faltou ser mais cirúrgico. Se a gente faz o terceiro gol antes de tomar o terceiro gol... porque tivemos chances para isso", disse.

Confira outros trechos da entrevista coletiva:

O jogo

Nós encontramos muito mais dificuldade no primeiro tempo. O Atlético com jogadores em ótima fase, como o Roger Guedes. Conseguimos o gol de empate muito importante para nós, pois sabíamos que eles iriam partir para cima no segundo tempo. Consertamos algumas coisa que aconteceram errado e o jogo ficou a nossa feição. Não estou dizendo que jogamos melhor, mas até o terceiro gol, nós estávamos bem na partida. Tomamos gol no escanteio, uma falha grosseira nossa, coisa que nós treinamos. Depois teve o gol de falta. Minha equipe continuou atacando e tomou o quinto gol no contra-ataque. Não saio contente, obviamente, mas o que vi minha equipe jogar foi mais do que eu esperava, porque o Ibañez não joga há muito tempo, o Ayrton também, o Gilberto se machucou no primeiro tempo, o Douglas o segundo jogo como titular. A gente achou que faltaria ritmo, pegada, mas não faltou nada disso. Faltou ser mais cirúrgico. Se a gente faz o terceiro gol antes de tomar o terceiro gol... porque tivemos chances para isso.

Sequência de derrotas

Nós estivemos em primeiro por algumas horas, e é isso ai. O campeonato é muito igual. Hoje foi até um placar que podem tentar dizer que foi fácil para o Atlético, mas quem vê o jogo, enxerga que não foi fácil. No nosso caso, jogamos quatro jogos fora de casa. O Jogo com nosso mando foi em Brasília. Vamos fazer de tudo para ganhar do Santos, mas é um jogo no qual será absolutamente normal qualquer um dos dois ganhar.

Escalação diferente

As mudanças aconteceram por causa do stress. A alma da minha equipe é algo inacreditável. Desde do começo do ano jogamos com a mesma equipe, então nós sabíamos que em algum momento iríamos pagar o preço. Além da fadiga de alguns, que nem vieram, tiveram as lesões do Ayrton e do Pedro. É um time de coletivo muito forte e quando você começa a mexer nas peças perde esse coletivo, e perde também a parte individual. É o preço que se paga. Vamos jogar na quarta-feira e depois vamos poder fazer uma pré-temporada séria. A nossa pré-temporada foi boa, mas repetindo o time demasiadamente, isso pesou. Voltamos a treinar dia 4 de janeiro, dia 8 estávamos viajando e três dias depois jogando contra o PSV, e o jogo terminou 1 a 1, isso com uma equipe completamente nova, pelos jogadores que saíram do ano passado. Agora nós vamos ter um tempo até para rever algumas coisas. Mas é uma equipe que me encanta pela luta, pela briga... e hoje é uma pena porque poderíamos ter feito o terceiro gol quando o jogo estava completamente a nosso favor. Saio desapontado com o resultado, mas não com nossa atuação.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.