Copa do Brasil

Internacional e Corinthians empatam no Beira-Rio

O Colorado e o Timão voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (19), em São Paulo.
Gazeta Esportiva13/04/2017 às 00h46

PORTO ALEGRE - O Corinthians foi pressionado durante boa parte da partida, mas perdeu algumas grandes chances de saír do Beira-Rio como vencedor após Romero abrir o placar e Rodrigo Dourado deixar tudo igual para os donos da casa. No final, o Alvinegro ficou no empate por 1 a 1 diante do Internacional na noite desta quarta-feira, na partida de ida da quarta fase da Copa do Brasil.

Com o resultado, o Corinthians precisa apenas de um empate sem gols no jogo da volta, marcado para o dia 19, próxima quarta-feira, às 21h45 (de Brasília), no estádio de Itaquera. O Inter, por sua vez, tentará ao menos marcar um gol para assegurar uma vaga nas oitavas de final da competição, já que empate por mais de dois gols á a classificação à equipe. Se houver vencedor, ele se classifica.

O próximo jogo de ambas equipes, porém, será por seus respectivos campeonatos estaduais. Enquanto os comandados de Fábio Carille abrem a semifinal do Campeonato Paulista diante do São Paulo no domingo, às 19h (de Brasília), no Morumbi, Antônio Carlos Zago e sua trupe recebem o Caxias, no sábado, às 19h (de Brasília), também no Beira-Rio.

O primeiro tempo da partida no Beira-Rio mostrou um Internacional valorizando bastante a posse de bola e buscando empurrar o Corinthians para dentro da sua área, sempre tentando as jogadas alçando a bola para o centroavante Brenner. Do outro lado, os alvinegros tentaram escapadas rápidas em contra-ataque, sempre com lançamentos para o lado esquerdo, fosse para Marquinhos Gabriel, fosse para Romero.

O primeiro lance de perigo, por sinal, saiu dos pés justamente dos pontas escolhidos por Fábio Carille para a partida. Marquinhos Gabriel, logo aos três minutos, recebeu na entrada da área, pelo lado esquerdo, e cruzou na marca do pênalti. Carlinhos afastou mal e Romero, livre, pegou de primeira próximo à pequena área. Marcelo Lomba defendeu e, no rebote, saiu para abafar mais uma tentativa do avante corintiano.

A resposta colorada não tardou a chegar. Após escanteio cobrado dentro da área, a bola acabou sobrando para o zagueiro Victor Cuesta, na pequena área. Ele chutou rasteiro e Cássio fez boa defesa. No rebote, Nico López tentou dar um bico na bola, mas ela rebateu em Arana e ficou tranquila para o goleiro agarrá-la, fazendo os corintianos respirarem aliviados.

Dali para frente, o jogo transcorreu praticamente todo no campo dos paulistas, que viram Brenner perder duas chances incríveis sem marcação. A melhor oportunidade, porém, veio em cruzamento errado de Edenilson, que só não fez gol porque Cássio se recuperou com um tapinha e mandou a bola na trave. Na única resposta dos visitantes, Maycon pegou sobra de bola dentro da área e exigiu um “milagre” de Lomba.

O Corinthians voltou para o segundo tempo com a mesma atitude, mas, dessa vez, conseguiu aproveitar quando criou uma chance de gol. Na sua primeira esticada para o lado esquerdo, Clayton conseguiu dominar e esperou a passagem de Guilherme Arana. Rápido, o canhoto pegou de primeira e cruzou rasteiro na segunda trave. A bola passou por Marcelo Lomba e Romero, de carrinho, empurrou para a rede.

A vantagem, porém, durou tão pouco que nem deu tempo de os visitantes ficarem confortáveis. Sem deixar a bola sair do seu campo de ataque, o Inter aproveitou um escanteio para cobrar rapidamente com D’Alessandro, apesar das reclamações corintianas que o correto seria um tiro de meta. O argentino acionou Nico López, que cruzou na primeira trave. Rodrigo Dourado aproveitou a desatenção de Pablo, antecipou o zagueiro e mandou para a rede.

Animado pelo empate, o Inter tentou usar a empolgação da torcida para conseguir a virada, mas esbarrou no nervosismo demonstrado pelos seus homens de frente. O Timão, por sua vez, apostou na entrada de Giovanni Augusto para ser uma espécie de “falso 9”, mais inteiro fisicamente do que Marquinhos Gabriel nas puxadas de contra-ataque.

Na grande chance para conquistar a vitória, porém, o armador não conseguiu justificar sua confiança em continuar no Corinthians. Após belo passe de Rodriguinho, ele correu o campo inteiro do Inter sem marcação e, cara a cara com Marcelo Lomba, bateu em cima do goleiro colorado, desperdiçando a chance de aumentar ainda mais a vantagem corintiana.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.