Libertadores

Palmeiras recebe algoz do Peñarol por 1ª vitória na Libertadores

Equipe paulista empatou na estreia da Libertadores fora de casa.
Gazeta Esportiva15/03/2017 às 10h19

SÃO PAULO - Às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, no Estádio Palestra Itália, o Palmeiras enfrenta o Jorge Wilstermann, pela Copa Libertadores. Contra o time boliviano, algoz do Peñarol na estreia, a equipe dirigida por Eduardo Baptista busca seu primeiro triunfo no torneio continental.

O Jorge Wilstermann protagonizou a maior surpresa da primeira rodada da Copa Libertadores ao golear o pentacampeão Peñarol por 6 a 2, em Cochabamba. Já o Palmeiras, na condição de visitante, empatou por 1 a 1 com o Atlético Tucuman.

Após cumprir suspensão na primeira rodada, o zagueiro colombiano Yerry Mina estreia na Copa Libertadores ao lado de Edu Dracena, já que Vitor Hugo foi expulso na Argentina. O meio-campista Tchê Tchê, recuperado de lesão no ombro esquerdo, também está pronto para disputar seu primeiro jogo pelo torneio.

O meia Alejandro Guerra, premiado como melhor jogador da edição de 2016 da Copa Libertadores pelo Atlético Nacional, teve bom rendimento no recente clássico diante do São Paulo e tem chance de começar entre os titulares. Se o venezuelano atuar, Keno deve ficar na reserva.

“Já vimos alguns vídeos deles. É um time bom, tanto que ganhou do Peñarol com seis gols. Sabemos que a Libertadores é muito difícil e devemos ter cuidado. Podemos tirar lições do ano passado”, disse Dudu, lembrando que o Palmeiras caiu logo na primeira fase na edição 2016 do torneio.

Já o Club Deportivo Jorge Wilstermann tem como principal atração no elenco o zagueiro brasileiro Alex Silva, de 32 anos, com passagens pelo São Paulo e pela Seleção Brasileira. Thomaz Santos, mais um brasileiro, também defende o time boliviano.

O centroavante Gabriel Rios, autor de dois gols no surpreendente triunfo sobre o Peñarol, desfalca o Jorge Wilstermann diante do Palmeiras, uma vez que tomou o cartão vermelho contra os uruguaios. Assim, o colombiano Luis Carlos Cabezas pode ganhar a vaga de titular.

“Travar o jogo e ficar fechado atrás não condiz com minha forma de pensar, mas também não vamos jogar como se enfrentássemos uma equipe qualquer. Há um respeito natural, mas a ideia é ganhar o jogo, com muita humildade e trabalho”, disse o técnico Roberto Mosquera.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.