Série B

Joinville vence o Vila Nova, mas não evita queda para a Série C

O Joinville caiu ao terminar no 17º lugar, com 40 pontos.
Gazeta Esportiva26/11/2016 às 19h17

SÃO PAULO - O Joinville foi valente, fez a sua parte, mas não evitou a queda para a Série C do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, no encerramento da Série B, o JEC recebeu o Vila Nova e venceu por 4 a 2, mas acabou rebaixado por causa da vitória do Oeste sobre o Náutico. Jael, Tinga, Fernando Viana e Aldair fizeram os gols do triunfo catarinense enquanto Vandinho e Caíque marcaram para os goianos.

Com o estádio vazio, o Joinville pressionou desde o início e foi o intervalo vencendo por 1 a 0, graças ao gol de Jael. O segundo tempo foi mais equilibrado, com o Vila Nova saindo mais para o ataque. Tinga ampliou a vantagem do JEC, mas Vandinho e Caíque empataram para o Tigre. Nos instantes finais, Fernando Viana e Aldair asseguraram a vitória do time catarinense.

O resultado não mudou a configuração da tabela. O Joinville caiu ao terminar no 17º lugar, com 40 pontos, a apenas um do Oeste. O Vila Nova, por sua vez, foi o 12º colocado da Série B, com 53 pontos, terminando a competição uma posição à frente do arquirrival Goiás.

O jogo

Precisando da vitória, o Joinville começou pressionando o Vila Nova, que se fechava na marcação e apostava nos contra-ataques. Os donos da casa chegaram com perigo pela primeira vez na marca de 14 minutos, em cabeçada de Jael após cobrança de falta. Wagner Bueno espalmou. Em seguida, Juninho arriscou de pé direito e o goleiro goiano voltou a trabalhar.

As coisas pioraram para o Vila Nova aos 16 minutos, quando Geovane foi expulso depois de fazer falta em Juninho e receber o segundo cartão amarelo. O meio-campista já havia sido advertido três minutos antes por obstruir jogada de Tinga. Apesar de ter um homem a menos em campo, o Tigre quase abriu o placar na marca de 30 minutos, em chute de longe de Joãozinho que passou perto da trave.

Com vantagem numérica, o Joinville seguiu pressionando e criou outra boa chance aos 35 minutos. Após bola alçada na área, Caíque desviou contra o próprio patrimônio e Wagner Bueno salvou o Vila Nova. Aos 39, a pressão catarinense deu resultado. Fernando Viana cruzou da direita e Jael se esticou para empurrar a bola para o fundo das redes e abrir o placar.

O gol no final do primeiro tempo deu tranquilidade ao Joinville, que seguiu tomando a iniciativa, mas sem o ímpeto de antes. Mesmo assim, o Tricolor de Santa Catarina teve grande chance aos oito minutos, com Jael e Juninho. No entanto, Wagner Bueno defendeu as duas tentativas. O Vila Nova respondeu aos 12, em finalização de Marcelo Cordeiro defendida por Jhonatan.

A diminuição da intensidade por parte do Joinville deu mais espaços para o Vila Nova investir no ataque. Os goianos voltaram a levar perigo à meta de Jhonatan aos 17 minutos, quando Caíque arriscou de fora da área e acertou a trave. O time goiano, porém, tomou um balde de água fria com o segundo gol do JEC, aos 26 minutos, marcado por Tinga.

Mesmo perdendo por dois gols de diferença e com um a menos em campo, o Vila Nova não se entregou e conseguiu empatar. Aos 33, Vandinho diminuiu após pegar sobra na área e quatro minutos depois Caíque igualou o placar completando cruzamento de Marcelo Cordeiro. O Joinville reagiu e garantiu a vitória com dois gols nos minutos finais, marcados por Fernando Viana e Aldair.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.