Basquete

Confederação Brasileira de Basquete é suspensa pela Fiba

De acordo com a Fiba, a CBB não vem cumprindo suas obrigações como federação.
Gazeta Esportiva14/11/2016 às 20h08

SÃO PAULO - A Confederação Brasileira de Basquete (CBB) foi suspensa pela Federação Internacional de Basquete (Fiba) até o dia 28 de janeiro por não cumprir obrigações da entidade que comanda o esporte no mundo. A decisão foi tomada nesta segunda-feira, em reunião do Comitê Executivo, na cidade de Mies, na Suíça.

De acordo com o Comitê Executivo da Fiba, a CBB não vem cumprindo totalmente com suas obrigações como uma federação nacional ao manter dívidas com a entidade por um longo período de tempo, ao não participar de torneios continentais de jovens e mundiais de 3×3 adulto, bem como desistir de organizar a etapa brasileira do Mundial 3×3, no Rio de Janeiro.

Em setembro, a Fiba anunciou a criação de uma força-tarefa sob supervisão do espanhol José Luis Saez, ex-presidente da Federação Espanhola de Basquete (FEB), para analisar e auxiliar a CBB a resolver os problemas. No comunicado desta segunda-feira, o Comitê Executivo relembrou a ação e revelou que entrará em contato ainda neste com a CBB para planejar a reestruturação da confederação.

“O Comitê Executivo encorajou enfaticamente a CBB a trabalhar com a Fiba e a sua força-tarefa a fim de superar suas graves dificuldades institucionais, desportivas e financeiras. Outras comunicações entre as partes deverão ocorrer ainda este mês, a fim de estipular planos concretos de reforma”, diz um trecho da nota da Fiba.

A CBB reagiu à decisão da entidade internacional com surpresa e garantiu que buscará “os meios formais e legais para preservar o basquetebol brasileiro”. A Confederação Brasileira de Basquete prometeu esclarecimentos na próxima quarta-feira.

Flamengo e Bauru ficam de fora da Liga das Américas

Caso a punição imposta à CBB não se reverta, Flamengo e Bauru serão excluídos da nova edição da Liga das Américas que terá início em janeiro. As equipes, campeã e vice-campeã, respectivamente, do NBB na última temporada, seriam as representantes do Brasil na competição organizada pela Fiba.

Já o Mogi das Cruzes, que está na final da Liga Sul-Americana, torneio “secundário” do continente, não perderá sua vaga na final. O time paulista enfrentará o Bahia Blanca (ARG) em uma série melhor de cinco jogos a partir de 23 de novembro.

Confira a íntegra do comunicado oficial da CBB:

“A Confederação Brasileira de Basketball (CBB), por meio de seu Presidente e de sua Diretoria, vem por meio desta mostrar sua surpresa com a punição imposta pela Federação Internacional de Basketball (FIBA). No início do mês de novembro, a FIBA enviou ao Brasil o dirigente José Luis Saez que, durante reunião na CBB e demais encontros, em momento algum abordou a possibilidade de suspensão da entidade brasileira. Dessa forma, a CBB vai buscar os meios formais e legais para preservar o basquetebol brasileiro. Na próxima quarta-feira (dia 16), a CBB comentará todos os itens elencados pela FIBA e irá pontuar o que de fato acontece no basquete nacional para que a sociedade avalie e forme sua opinião sobre esse episódio”.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.