Série B

Em jogo brigado no Castelão, Ceará e CRB empatam

As duas equipes seguem entre as melhores campanhas da Série B.
Gazeta Esportiva26/08/2016 às 23h58

FORTALEZA - Ceará e CRB se enfrentaram na noite desta sexta-feira no estádio Castelão, em Fortaleza, com a mesma missão: acabar com o jejum de vitórias nesta 21ª rodada. Mas, se sobrou disposição, faltou mais bola no chão e técnica dos jogadores em campo. No fim, o empate por por 1 a 1 não mudou o cenário para nenhum dos dois times no Campeonato Brasileiro da Série B. O alvinegro, agora há quatro jogos sem vencer, continua na 3º colocação, com 36 pontos, atrás de Atlético-GO (37 pontos) e Vasco (40 pontos). Já a equipe alvirrubro chega à quinta partida sem vitória e estaciona na 4ª posição, com 34 pontos.

Na próxima rodada, o Ceará desafia o Atlético-GO, concorrente direto na tabela de classificação, no estádio Serra Dourada, às 20h da próxima segunda-feira. No dia seguinte, às 20h30, o CRB recebe o Oeste de Itápolis no estádio Rei Pelé, em Maceió.

O duelo tinha tudo para ser empolgante. Além da necessidade de ambas as equipes em voltar a vencer, o CRB tinha a oportunidade de passar o rival na tabela em meio a briga pelo G4. E o primeiro tempo até chegou a ser animador, com mais de 60% de bola rolando. Zé Carlos abriu o placar para os visitantes logo aos 17 minutos, de cabeça, depois de falha grosseira dos zagueiros cearenses. A resposta veio só no último minuto antes do intervalo. Bill, também de cabeça, empatou depois de correr por trás da marcação e concluir em posição duvidosa.

Na etapa final, porém, o jogo que já era nervoso descambou para a violência e o árbitro Alisson Sidnei Furtado, de Tocantins, se perdeu diante da falta de critério. O jogo se arrastou até o seu final com faltas atrás de faltas, muita discussão, polêmicas e uma expulsão polêmica de Somália, que fez o CRB ficar com um homem a menos e aumentou ainda mais a pressão exercida pelo time da casa.

Ao todo, foram 46 faltas, 30 do CRB e 16 do Ceará. Alisson Sidnei Furtado ainda distribuiu oito cartões amarelos, sem contar que Somália levou o segundo antes do cartão vermelho.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.