Campeonato Brasileiro

São Paulo empata sem gols com o Sport

Com o empate em casa, o Tricolor se afastou da briga pelo G4.
Gazeta Esportiva24/06/2016 às 00h13

SÃO PAULO - A suspensão cumprida pelo artilheiro Jonathan Calleri foi sentida pelo São Paulo. Sem o autor de 15 dos gols que marcou na temporada, a equipe não conseguiu empurrar a bola para as redes e empatou por 0 a 0 com o Sport, nesta quinta-feira, no estádio do Morumbi, pela décima rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Tricolor se afastou da briga pelo G4, caindo para o sétimo lugar, com 15 pontos. O Sport, com nove pontos, segue na zona de rebaixamento.

Trajando pela primeira vez o uniforme listrado que foi desenhado para essa temporada, o Tricolor foi melhor em campo e criou algumas oportunidades de perigo nas duas etapas de jogo. Faltou ao time maior eficiência na hora de concluir ao gol – e um artilheiro do calibre de Calleri na área. Na defesa, Maicon não fez uma boa partida, mas o São Paulo contou com uma atuação segura de Denis para sair de campo sem ser vazado.

A preocupação ficou por conta da contusão muscular sofrida por Kelvin. O meia-atacante corria em direção ao ataque quando desabou no gramado com a mão na parte posterior da coxa esquerda. Ele foi chorando para os vestiários e poderá desfalcar a equipe no primeiro jogo das semifinais da Copa Libertadores, no dia 6 de julho.

No domingo, o São Paulo terá pela frente o clássico com o Santos, no Pacaembu. A planilha do técnico Edgardo Bauza prevê que essa será a última partida a contar com todos os titulares no Brasileirão. Depois desse fim de semana, o Tricolor dará atenção especial à preparação para as semifinais da Libertadores. Já o Sport volta à Ilha do Retiro para buscar os três pontos contra a Chapecoense, também no domingo.

O São Paulo imprimiu velocidade e tinha como diferencial os passes precisos de Paulo Henrique Ganso. Mas a equipe voltou a mostrar no primeiro tempo uma dificuldade em concluir a gol. A primeira chance, criada aos nove minutos, após cruzamento de Bruno, resultou em uma cabeçada sem direção de Ytalo.

Aos 14 minutos, Ytalo ajeitou com os pés um lançamento da esquerda e Ganso surgiu quase na pequena área para finalizar. O meia, no entanto, colocou muita força na bola e mandou por cima da meta. O Sport, acuado, só se encontrou no ataque com a individualidade de Diego Souza. Aos 20, o camisa 87 deu dois cortes em Maicon e acertou um chute rasteiro para fora, à esquerda do gol de Denis.

Logo na sequência, aos 21, Ganso desmontou a defesa do Sport com um lançamento à longa distância. Michel Bastos dominou na esquerda e invadiu a área, mas o goleiro Magrão fechou o ângulo e defendeu a finalização do meia. Aos 27, Diego Souza voltou a assustar em cobrança de falta frontal que Denis defendeu sem dar rebote.

O rendimento do São Paulo nos últimos 15 minutos da etapa inicial caiu, assim como as chances criadas na frente. A equipe bem que poderia ter conseguido uma boa oportunidade se o árbitro tivesse visto Magrão agarrar um recuo de bola vindo do meio-campo. Foi o Sport, contudo, que terminou o primeiro tempo atacando. Aos 40 minutos, Diego Souza aplicou mais um drible desconcertante em Maicon e finalizou para defesa segura de Denis.

Os times voltaram a campo sem grandes movimentações no ataque. Aos 11 minutos, o meia-atacante Kelvin tentou uma jogada característica, correndo em direção à área, mas sentiu uma contusão muscular na coxa esquerda e caiu no gramado. A lesão obrigou Bauza a substituí-lo por Centurión. Com o argentino, o São Paulo ganhou terreno no campo ofensivo. Aos 16, Michel Bastos acertou chute cruzado da esquerda e Magrão praticou uma importante defesa.

A fim de mostrar serviço, Centurión foi para cima dos zagueiros rivais e quase marcou em duas ocasiões. Como o placar seguiu inalterado, Bauza chamou Alan Kardec para entrar na vaga de Ytalo, enquanto Luiz Araújo substituiu o volante João Schmidt. A intervenção deixou o São Paulo ofensivo, sufocando o Sport no campo de ataque. A equipe pernambucana só assustou em uma ocasião, quando Matheus Reis falhou aos 32 minutos e Edmílson quase concluiu para o gol.

Já o Tricolor viu no vigor de Luiz Araújo um novo atalho ao ataque. Aos 34, a promessa buscou o ângulo de Magrão, arriscou uma finalização da ponta direita e mandou para fora. Aos 43, na melhor chance da etapa complementar, Maicon cobrou uma falta de longe e viu a bola passar muito perto da trave direita de Magrão. Já nos acréscimos, Thiago Mendes arriscou da ponta direita e mandou por cima do gol.

Leia outras notícias em ImiranteEsporte.com. Siga, também, o Imirante no Twitter, Instagram, curta nossa página no Facebook e se inscreva no nosso canal no Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do WhatsApp pelo telefone (98) 99209-2383.

© 2019 - Todos os direitos reservados.